Google compra Fitbit em acordo de US$ 2,1 bilhões

Aquisição pretende ajudar o Google a aumentar sua competitividade no mercado de wearables

por Soraia Alves

A empresa de rastreamento de atividades físicas, a Fitbit, foi comprada pelo Google. A gigante de tecnologia anunciou que fechou a transação em um acordo de US$ 2,1 bilhões.

Segundo Rick Osterloh, vice-presidente sênior de dispositivos e serviços do Google, a compra da Fitbit é “uma oportunidade de investir ainda mais no Wear OS, além de introduzir no mercado os dispositivos portáteis Made by Google”. explica.

Em comunicado à imprensa, a Fitbit garante que leva continuará preservando a privacidade dos dados de saúde e condicionamento físico de seus usuários e “os dados de saúde e bem-estar do Fitbit não serão usados ​​para anúncios do Google”.

Os rumores sobre as negociações entre Google e Fitbit já rodavam sites internacionais há alguns dias. A aquisição faz muito sentido, já que o Google passou anos tentando entrar no mercado de wearables com sua plataforma Wear OS, mas sem muito sucesso até agora.

A compra da Fitbit também não é o único investimento recente do Google em wearables focados em fitness. Em janeiro, a empresa pagou US$ 40 milhões pela tecnologia de smartwatch da Fossil, a fim de desenvolver roupas tecnológicas num futuro próximo.

Compartilhe: