Junto do Twitter e The New York Times, Adobe anuncia projeto de combate a deepfakes

Com convite estendido a outras empresas, Content Authenticity Initiative visa criar a longo prazo uma estrutura de aprendizado que permita aos usuários discernirem melhor o que é verdadeiro e falso na rede

por Pedro Strazza

A Adobe anunciou em evento realizado em Los Angeles nesta segunda-feira (4) uma nova iniciativa criada em parceria com o Twitter e o The New York Times que visa desenvolver na indústria um novo padrão sobre a distribuição de conteúdo digital na rede – em outras palavras, combater coisas como os deepfakes.

Intitulada Content Authenticity Initiative, o projeto de acordo com o comunicado oficial busca solucionar a falta de transparência que materiais do tipo possuem na internet hoje, dado que o público pode “ser enganado quando eles não sabe quem está alterando o material e que conteúdo foi alterado”, o que põe em risco a confiabilidade da rede. Aos olhos das três empresas envolvidas, dar poder aos consumidores sobre o discernimento da autenticidade destes conteúdos é uma responsabilidade a ser dividida por creators e empresas de tecnologia e mídia, o que leva à parceria para lançar esta iniciativa.

Para isso, a Adobe criou uma equipe de pesquisa dedicada a achar uma solução ao problema a longo prazo, algo que passa pela criação de uma estrutura capaz de ajudar os usuários a identificar material falso e entender no que elas podem e não podem confiar. Junto do Twitter e do NYT, a companhia também declara que “planeja lançar a iniciativa num evento futuro junto de um grupo maior de empresas de tecnologia e mídia nos próximos meses”, de forma a tornar de fácil acesso esta estrutura em desenvolvimento a qualquer terceiro interessado em participar.

Quem estiver interessado em fazer parte da CAI pode entrar em contato com a Adobe através do e-mail [email protected]

Compartilhe: