Google faz parceria com pessoas com Síndrome de Down para adaptar dispositivos de voz

"Project Understood" visa coletar dados de voz de adultos com Síndrome de Down, a fim de melhorar seus modelos de reconhecimento de voz

por Soraia Alves

Os diversos dispositivos controlados por voz podem ser recursos muito úteis para ajudar no dia a dia de pessoas com Síndrome de Down. Porém, esses mesmos dispositivos muitas vezes custam a compreender a fala dessas pessoas, uma voz que são programados sem levar em consideração inúmeras variações na fala que os seres humanos podem apresentar.

Pensando numa solução para este problema, a agência FCB Canadá e a Sociedade Canadense de Síndrome de Down – que já são parceiras em vários projetos inovadores que ajudam a humanizar e celebrar pessoas com Síndrome de Down – lançaram o “Project Understood”, que pretende melhorar a plataforma de reconhecimento de voz do Google.

Segundo o Google, a taxa de erro dos dispositivos de voz na compreensão de pessoas com Síndrome de Down é, em média, 1 em cada 3 palavras. Isso pode ser frustrante, além de afetar completamente a experiência de uso da tecnologia de voz, que busca facilitar processos, e não complicá-los.

Com isso, o “Project Understood” visa coletar dados de voz de adultos com Síndrome de Down, a fim de melhorar seus modelos de reconhecimento de voz. É importante lembrar que essas máquinas aprendem através de dados, então, quanto mais dados elas obtêm, mais precisas serão.

Cronometrado para coincidir com a Semana Canadense da Síndrome de Down, o lançamento do projeto inclui uma campanha de recrutamento na esperança de conseguir que mais pessoas com Síndrome de Down participem do programa para ensinar os dispositivos do Google a entender uma gama mais ampla de vozes.

Compartilhe: