olimpiadas-paris-2024

Hotéis franceses suspendem parceria com Jogos Olímpicos de Paris após acordo entre COI e Airbnb

Setor hoteleiro francês não aprovou a parceria, e está se sentindo lesado pela mesma

por Soraia Alves

O setor hoteleiro francês vai boicotar os Jogos Olímpicos de Paris, em 2024. A decisão vem após o anúncio da parceria entre o COI – Comitê Olímpico Internacional e o Airbnb, em um acordo que abrange os próximos 9 anos.

De acordo com a Forbes, o setor hoteleiro francês não aprovou a parceria, e está se sentindo lesado pela mesma. A UMIH (União dos Métodos e Indústrias de Hotéis), principal organização que representa hotéis e restaurantes parisienses, emitiu uma declaração pública criticando a decisão. Para Roland Héguy, presidente da UMIH, a parceria é “desrespeitosa com os profissionais da indústria hoteleira”.

Em uma declaração conjunta, o presidente do Grupo Nacional de Cadeias Hoteleiras (CNG), Jean-Virgile Crance, e o presidente da divisão de Hotéis da UMIH, Laurent Duc, afirmaram que não estarão mais envolvidos no planejamento para oferecer hospedagens durante os Jogos Olímpicos.

A parceria entre Airbnb e COI faz parte da atual estratégia da plataforma de aluguéis para se tornar um parceiro-chave em eventos de grande escala, onde a construção de hotéis para hospedar milhões de pessoas apenas por algumas semanas é inviável.

Durante os próximos eventos olímpicos e paralímpicos – Tóquio 2020, Pequim 2022, Paris 2024, Milão 2026 e Los Angeles 2028 – o Airbnb oferecerá acomodações “garantidas” em um acordo no valor de US$ 500 milhões, segundo o Financial Times. Os envolvidos não informaram oficialmente de quanto foi o acordo.

Compartilhe: