tiffany

Tifanny & Co. é vendida por US$ 16,2 bilhões

Joalheria americana foi comprada pela gigante francesa de artigos de luxo LVMH, dona da Louis Vuitton

por Soraia Alves

A gigante francesa de artigos de luxo LVMH, dona da Louis Vuitton, anunciou que está comprando a icônica joalheria americana Tiffany & Co., com sede em Nova York. A transação foi fechada em US$ 16,2 bilhões, o equivalente a R$ 68 bilhões.

Essa é a maior aquisição da história da LVMH, comandada pelo bilionário Bernard Arnault. A notícia da fusão foi feita em um comunicado conjunto dos dois grupos, que afirmam ter “concluído um acordo definitivo para a aquisição da Tiffany pelo LVMH a um preço de US$ 135 a ação”.

Além da Louis Vuitton, a LVMH possui algumas das marcas de luxo mais icônicas do mundo, incluindo Bvlgari, Christian Dior e dezenas de outras.

De acordo com Alessandro Bogliolo, CEO da Tiffany, a empresa tem se concentrado em executar as principais prioridades estratégicas para impulsionar o crescimento sustentável a longo prazo: “Essa transação, que ocorre em um momento de transformação interna da nossa marca lendária, fornecerá suporte, recursos e impulso adicionais para essas prioridades à medida que evoluirmos para nos tornarmos o joalheiro de luxo da próxima geração. Como parte do grupo LVMH, a Tiffany alcançará novos patamares, aproveitando sua notável experiência interna, artesanato incomparável e fortes valores culturais”, explica.

Atualmente, a Tiffany & Co. emprega mais de 14 mil pessoas e possui 300 lojas em todo o mundo, incluindo sua icônica localização em Manhattan. Não se sabe como ou se a fusão afetará o quadro de funcionários da joalheria.

Compartilhe: