cover-facebook4 (1)

Facebook cria bot que ensina funcionários a responder perguntas “difíceis”

Liam Bot foi criado para que funcionários recebam orientações específicas na hora de lidar com questões sensíveis relacionadas à companhia

por Matheus Fiore

Apesar de em seus primeiros anos o Facebook ter construído a imagem de empresa amigável, com um ambiente de trabalho sadio e estimulante, aos poucos os fatos foram desmistificando essa ideia. Não são poucos os casos de funcionários e ex-funcionários insatisfeitos com o tratamento que recebem na empresa de Mark Zuckerberg: em novembro deste ano, por exemplo, um grupo de funcionários negros escreveu uma carta aberta anônima, denunciando o tratamento racista que recebiam na empresa por diversos funcionários brancos e nas mais diversas situações.

Agora, um novo fato piora ainda mais a imagem da empresa. De acordo com o The New York Times, o Facebook criou um chatbot que orienta seus funcionários sobre como eles devem responder perguntas complexas relacionadas à companhia de Mark Zuckerberg. Chamada Liam Bot, a ferramenta literalmente existe para fornecer respostas “oficiais” para perguntas difíceis.

Se por exemplo alguém perguntar a um funcionário da empresa como ele lida com discurso de ódio na plataforma, Liam irá citar estatísticas de um relatório do próprio Facebook e complementar com uma das afirmações a seguir: “o Facebook consulta especialistas para tratar do assunto”, “o Facebook contratou mais moderadores para policiar esse tipo de conteúdo”, “é trabalho do sistema de inteligência artificial identificar discurso de ódio” e “regulamentação é importante para tratar o assunto”.

O novo recurso havia sido testado em janeiro e passou a rodar oficialmente na última semana. O Liam foi projetado para orientar os trabalhadores do Facebook a dar uma resposta “institucional” quando perguntados sobre seus trabalhos por amigos ou familiares. Diante das inúmeras crises resultantes de problemas éticos e profissionais da empresa, nada poderia ser mais simbólico (e negativo) do que criar um sistema de respostas prontas, que aliene e prive o funcionário de se expressar com liberdade.

Compartilhe: