file.pozary-w-australii

Instagram deleta conta de modelo que arrecadou US$ 500 mil para combate a incêndios na Austrália com nudes

Rede social afirma que campanha movida por Kaylen Ward rompe as diretrizes da plataforma relacionada a conteúdo sexual, mas modelo diz que vai continuar a buscar fundos para ajudar povo australiano

por Pedro Strazza

O Instagram deletou neste sábado (4) a conta de Kaylen Ward, uma modelo estadunidense de 20 anos, por conta de uma ação tomada pela usuária para levantar fundos para ajudar as vítimas da onda de incêndios florestais na Austrália. O porquê do perfil ter sido excluído? Ward estava fornecendo nudes seus em troca das doações.

Já a algum tempo vendendo fotos nuas na internet, a artista publicou na última sexta (3) em seu Twitter o aviso de que estaria distribuindo os nudes no Insta para quem comprovasse que doou pelo menos dez dólares às instituições australianas que ela havia listado e que estavam ajudando as vítimas do desastre ambiental. O tweet obteve nada menos que quarenta mil retweets e permitiu que a modelo arrecadasse cerca de quinhentos mil dólares até domingo.

Ao BuzzFeed News, Ward declara que a iniciativa veio de sua preocupação com a “falta de cobertura da mídia” e de não ver muitas pessoas buscando ajudar com a questão. Com tanta procura, ela se viu obrigada a contratar quatro pessoas a ajudar na verificação de quem contribuiu à causa e confirmar que os interessados receberiam as fotos.

Mas ainda que feita com a melhor das intenções, a campanha não caiu do agrado do Instagram, que no domingo notificou Ward de que sua conta havia sido deletada por postar “conteúdo sexualmente sugestivo”. A modelo diz que não violou quaisquer diretrizes e declarou no Twitter que irá continuar com a ação, buscando a maior quantidade de fundos possíveis para ajudar o povo australiano que foi atingido pelo fogo.

O Instagram ainda não se pronunciou oficialmente sobre o caso.

Compartilhe: