cover-twitter2 (1)

CES 2020: agora você pode escolher quem pode (e não pode) te responder no Twitter

Novas opções de customização incluem a possibilidade de tornar o tweet em "declaração" e limitar respostas àqueles que o usuário segue

por Pedro Strazza

Durante sua apresentação na Consumer Electronic Show, em Las Vegas, o Twitter anunciou hoje (8) uma série de mudanças na forma como os usuários conversam dentro da plataforma, incluindo aí a confirmação de um novo conjunto de ferramentas que permite ajustar quem pode interagir com as publicações feitas pela conta na timeline.

De acordo com a gerente de produtos da empresa Suzanne Xie, esta função em específico inclui quatro opções de customização: “global”, que permite a qualquer um responder o tweet; “grupo”, o qual limita o acesso de respostas apenas a pessoas que o usuário segue e menciona; “painel”, destinado apenas a arrobas citadas diretamente na publicação; e “declaração”, que como bem o nome permite que se poste um tweet sem qualquer possibilidade de receber respostas a ele.

A ideia da ferramenta, como bem diz a repórter do Mashable Karissa Bell, é ajudar pessoas a prevenir situações de abuso ou ataques virtuais de trolls. É uma faca de dois gumes, porém, dado que em situações de controvérsia a conta poderá se isentar de receber críticas ao simplesmente publicar o tweet na forma de declaração.

De acordo com The Verge, Xie também anunciou na CES que o Twitter pretende “colocar todas as conversas em uma tela”, o que inclui alterações na interface das conversas visualizadas na plataforma testadas anteriormente no aplicativo de testes da companhia. Haverá também novas opções de customização para as listas criadas pelos usuários, em especial a facilitação de descoberta por outros usuários.

Ainda segundo o chefe de produtos da empresa Kayvon Beykpour, o Twitter está “mais do que nunca comprometido a estar aberto, transparente e fazer seu trabalho publicamente”, declarando que o propósito da companhia é de “servir ao debate público”.

Compartilhe: