Oprah Winfrey cancela estreia de documentário na Apple TV+ a poucas semanas da estreia

Oprah Winfrey cancela estreia de documentário na Apple TV+ a poucas semanas da estreia

O documentário sobre abusos sexuais na indústria da música foi anunciado há um mês, mas ainda será exibido no Sundance Film Festival

por Soraia Alves

Em um comunicado feito a alguns veículos como o The Hollywood Reporter, Oprah Winfrey confirmou o cancelamento de seu primeiro projeto em parceria com a Apple TV+. O documentário sobre abusos sexuais na indústria da música foi anunciado há um mês e seria lançado em poucas semanas.

Oprah era a produtora executiva do projeto, ainda sem título oficial, criado por Kirby Dick e Amy Ziering, dupla conhecida por “A Guerra Invisível”, um documentário de 2012 indicado ao Oscar e que retrata o assédio sexual sofrido por mulheres que integram o exército dos Estados Unidos.

Dessa vez, o doc acompanha as acusações da produtora musical Drew Dixon contra o famoso executivo da indústria da música Russell Simmons, e mostra a sua versão da história que o acusam de estupro. O documentário, inclusive, já tinha uma pré-estreia marcada para janeiro durante o Sundance Film Festival.

Em declaração ao Hollywood Reporter, Oprah cita “divergência criativas” como uma das razões pela qual decidiu abrir mão do projeto em que era produtora executiva, e afirma que o documentário não irá aparecer no catálogo da Apple TV+.

“Decidi que não serei mais produtora executiva do documentário de Kirby Dick e Amy Ziering e que ele não será exibido na Apple TV+. Antes de tudo, e principalmente, quero que se saiba que acredito e apoio inequivocamente as mulheres. As suas histórias merecem ser contadas e ouvidas. Na minha opinião, há mais trabalho a ser feito no filme para iluminar todo o escopo do que as vítimas sofreram e ficou claro que os cineastas e eu não estamos alinhados nessa visão criativa. Kirby Dick e Amy Ziering são cineastas talentosos. Eu tenho um grande respeito por sua missão, mas dado o desejo deles de estrear o filme no Festival de Cinema de Sundance antes que eu acredite que esteja completo, é melhor me afastar. Trabalharei com a Time’s Up para apoiar as vítimas e as pessoas afetadas por abuso e assédio sexual.

A declaração dá a entender que o projeto ainda será mostrado no Sundance Film Festival, no próximo dia 24/01.

A Apple ainda não se pronunciou sobre o cancelamento. Esse é o segundo projeto da Apple TV+ que apresenta problemas. Há dois meses a plataforma de streaming atrasou por tempo indeterminado o lançamento teatral do longa-metragem “The Banker”.

Compartilhe: