ss_baa02e979cd3852e3c4182afcd603ab64e3502f9.1920×1080

Para ajudar no recrutamento de soldados, Departamento de Defesa alemão cria equipe de “Counter-Strike”

Órgão afirma que jogadores podem possuir as habilidades necessárias para trabalhar no departamento, incluindo "tomar decisões difíceis sob grande pressão"

por Pedro Strazza

O Departamento de Defesa da Alemanha achou um jeito inusitado de promover a entidade e encontrar novos trabalhadores para a entidade: criar uma equipe de “Counter-Strike: Global Ofensive”.

Intitulado KM Esports, a equipe do governo marca a primeira ocasião em que um país financia um time competitivo de eSports. De acordo com o NOS, a ideia dos representantes oficiais por trás do projeto é buscar no evento por novos “talentos” que possam adicionar muito ao órgão com suas habilidades. Sim, o governo alemão acredita que alguns dos jogadores de “Counter-Strike” tenham o necessário para integrar suas fileiras, com direito ao oficial naval Peter van den Berg declarando ao Omroep West que “O piloto de drone do futuro pode muito bem estar envolvido com eSports” e que “Os gamers estão constantemente tomando decisões sob muita pressão”.

Posto isso, vale colocar que não dá pra esperar que o KM Esports dê um show nos torneios competitivos de “CS:GO”. Além da equipe selecionada pelo governo ter treinado junta apenas 30 horas antes de sua primeira participação, o próprio van den Berg esclarece que eles ainda estão “dando os primeiros passos” no meio e o jogador do time e oficial Guido Vols afirma que a entidade sabe que as ações do jogo são muito diferentes da vida real: [Na linha de combate] Aquilo é realmente ação, você está mais que 100% focado. Tudo pode significar morte ali” declara o gamer.

Pra quem ficou curioso, a primeira participação da KM Esports está documentada no vídeo do Twitch abaixo. Spoiler: eles se deram muito mal.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link