marston_alfred_bauer_preis_IMG_FIX_1200x800

Festival de Berlim suspende entrega de prêmio da seleção principal após descoberta de afiliações com o nazismo

Conferido a filmes dotados de "conquistas artísticas extraordinárias", prêmio Alfred Bauer era homenagem a antigo diretor do festival que havia trabalhado no ministério de propaganda do regime nazista alemão

por Pedro Strazza

O Festival de Berlim confirmou nesta quinta-feira (30) que está suspendendo a entrega do prêmio Alfred Bauer em virtude de revelações feitas pelo jornal alemão Die Zeit sobre a afiliação nazista do homem que dá nome à honraria. No anúncio da decisão, os organizadores do festival declaram que vão procurar assistência profissional externa para verificar a fundo o histórico do evento e garantir que não existam outras conexões do tipo.

Publicado na última quarta-feira, 29 de janeiro, o artigo escrito pela jornalista Katja Nicodemus ao veículo descobriu que Alfred Bauer, o historiador escolhido como primeiro diretor do festival em 1951, manteve-se associado a ideais nazistas muito depois de ter trabalhado para o regime de Adolf Hitler nos anos 1940 – uma informação que já era conhecida há anos. Além de passar anos ocultando seu passado na organização, Bauer atuou como alto oficial do ministério de propaganda de Joseph Goebbels entre 1942 e o fim da Segunda Guerra Mundial, onde coordenou os esforços de doutrinação dos ideais nazistas. O pesquisador também era devoto confesso do braço paramilitar do partido, o Sturmabteilung.

Já o prêmio foi criado em 1986 justamente para homenagear Bauer após seu falecimento naquele ano – ele coordenou o evento até 1976 – e era destinado a contemplar produções por suas “conquistas artísticas extraordinárias” dentro da seleção principal. Cineastas celebrados como Lucrécia Martel, Baz Luhrmann, Léos Carax, Park Chan-wook e Andrzej Wajda já foram recipientes do Alfred Bauer, cujos últimos vencedores foram o paraguaio “As Herdeiras” e o alemão “System Crasher”.

Junto da confirmação da suspensão da honraria e do agradecimento ao jornal por “oferecer uma nova luz sobre o papel” de Bauer na História, os atuais co-diretores do festival Carlo Chatrian e Mariette Rissenbeek também declararam que ainda não tomaram uma decisão final sobre o futuro do prêmio Alfred Bauer. O Hollywood Reporter aponta, entretanto, que os executivos devem encerrar a entrega do medalhão e substituí-lo por outra distinção de função similar.

A 70° edição do Festival Internacional de Cinema de Berlim começa no próximo dia 20 de fevereiro e acontece até 1° de março.

Compartilhe: