Facebook firma parceria com Reuters para verificar deepfakes na rede

Unidade de fact checking da agência pretende combater a desinformação da plataforma em seus mais diferentes formatos

por Pedro Strazza

O Facebook anunciou nesta quarta-feira (12) uma parceria com a agência de notícias Reuters que vai permitir que a recém-criada nova unidade de verificação da companhia atue na plataforma contra a desinformação e os deepfakes.

Nomeada Reuters Fact Check Case Studies, o grupo da agência vai avaliar conteúdos gerados pelos usuários da rede social que forem repassados pelo Facebook ou o próprio time editorial da Reuters sob a alegação de serem potencialmente falsos, incluindo aí vídeos, fotos e manchetes escritas em inglês ou espanhol. O resultados das verificações serão lançado no blog oficial da unidade e, se for sinalizado como falso, o Facebook vai limitar a disseminação da publicação na timeline.

A atuação da Reuters neste blog será bastante focada na determinação de que fato é verdadeiro ou falso, com os posts listando o conteúdo como verdadeiro, falso ou parcialmente verdadeiro e depois mostrando o processo de verificação. A equipe dedicada ao Facebook será dividida em duas regiões: uma em Washington e outra na Cidade do México.

A Reuters é a oitava companhia a firmar parceria com o Facebook no combate contra a desinformação nos Estados Unidos, se juntando a agências como a The Associated Press, a PolitiFact e a Factcheck.org no processo sem fim de garantir que a rede social não se torne em antro de informações falsas. A atuação de sua unidade, porém, será mais ampla em relação às outras, dado que pretende investigar as notícias falsas nos mais diferentes formatos além do texto – incluindo a tecnologia de deepfake.

Compartilhe: