MWC2019

Maior evento de celulares do mundo, MWC cancela edição 2020 por conta do coronavírus

Múltiplas desistências de empresas participantes e preocupação crescente da feira se tornar em ponto de propagação do vírus estão entre motivos para inviabilização do evento em Barcelona

por Pedro Strazza

Um dos mais importantes eventos do calendário de fabricantes de smartphones, o Mobile World Congress confirmou nesta quarta (12) o cancelamento da edição deste ano por conta da epidemia do coronavírus.

Em um pronunciamento oficial, o CEO da Global System for Mobile Association (GSMA) John Hoffman escreve que a crise do vírus impossibilitou que a organização mantivesse o evento de pé na data estipulada, marcada até então para acontecer entre os dias 24 e 27 de fevereiro na cidade de Barcelona. O executivo cita além do coronavírus as “preocupações de viagem e outras circunstâncias” como motivos pelos quais a entidade constatou a impossibilidade de realizar o evento.

A situação é óbvia: com um público anual de cem mil pessoas relacionadas ao mercado de smartphones e vindas de todos os cantos do mundo, o MWC 2020 vem despertando preocupação de se tornar ponto central de disseminação do vírus – ainda mais porque uma boa porção de participantes viria da China, onde um maior número de casos foram detectados.

A atual epidemia está no centro de todas as preocupações, mas é a pressão das companhias participantes que também tornou inviável a realização da MWC este ano. Desde o início do mês, marcas como a LG, a ZTE e a Ericsson vem anunciando a desistência de sua participação na edição deste ano devido a preocupação com a facilitação de disseminação do vírus na feira; a situação ganhou ainda mais corpo depois da Nvidia, a Intel, a Vivo, a Sony, a Amazon e a NTT Docomo também confirmarem o cancelamento de seus trabalhos no evento.

No comunicado, a GSMA também escreve que irá “continuar a trabalhar em parceria com a cidade para viabilizar a edição 2021” do MWC em Barcelona, além de outras possíveis futuras edições.

Compartilhe: