Comercial de cerveja peruana faz jogo de "Eu nunca" para denunciar sexismo do cotidiano

Comercial de cerveja peruana faz jogo de “Eu nunca” para denunciar sexismo do cotidiano

Nem mesmo a Pilsen Callao escapa do julgamento proposto pelo vídeo, que revela visual novo e mais igualitário da marca

por Pedro Strazza

A cerveja peruana Pilsen Callao lançou no mês passado uma nova campanha que foca no sexismo, um assunto comum do dia a dia não apenas das pessoas mas da própria publicidade – especialmente a voltada para o álcool. É a maneira como a peça “Yo Nunca” trata do tema que salta aos olhos, porém, já que o vídeo inteiro se desenvolve como uma partida de “Eu nunca”.

O comercial criado pela Fahrenheit DDB elenca diferentes situações sociais que são subitamente interrompidas quando o narrador faz uma pergunta que constrange todos e obriga a maioria a beber. O vexame vem porque as questões envolvem ações que habitualmente se repetem no cotidiano, incluindo pensar que mulheres são ruins por natureza no futebol, um homem sair com uma amiga pensando em levar as coisas para um patamar que não a amizade e julgar o outro por sua orientação sexual.

O legal é que a marca se auto-inclui como culpada destas mancadas. Em determinado momento do comercial, o narrador diz “eu nunca vendi um produto apenas para homens” numa reunião executiva da Callao e todos bebem em sinal afirmativo. O vídeo termina com a companhia anunciando uma nova identidade visual, que busca vender a cerveja de maneira mais igualitária entre homens e mulheres. Confira acima a peça na íntegra.

O comercial foi produzido pelo estúdio Sangre e dirigido por Antonio Sarria, Miqy de la Barra e Pedro Zamalloa.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link