Elon Musk diz que Tesla pode produzir respiradores mecânicos para ajudar na crise do coronavírus

Porém, Musk ressaltou que a medida só aconteceria no caso de uma escassez de respiradores mecânicos nos Estados Unidos

por Soraia Alves

Elon Musk afirmou através de sua conta no Twitter que a Tesla pode começar a fabricar respiradores mecânicos para ajudar no atendimento de pacientes com COVID-19. A afirmação positiva foi a resposta do CEO quando perguntado na plataforma se ele usaria as fábricas da empresa para produzir aparelhos como esse.

Porém, Musk ressaltou que a medida só aconteceria no caso de uma escassez de respiradores mecânicos nos Estados Unidos. Isso gerou muitas críticas ao empresário, já que todas as estimativas mostram que o país também deve sofrer com a falta de equipamentos e suprimentos médicos.

Parte dos pacientes que sofrem de COVID-19 desenvolvem problemas respiratórios graves, e por isso precisam ficar conectados aos respiradores mecânicos enquanto se recuperam. Nos Estados Unidos, a Society of Critical Care Medicine estima que 960 mil pessoas precisarão ser colocadas em respiradores mecânicos, enquanto o país tem aproximadamente 200 mil aparelhos. Se os pacientes graves (ou boa parte deles) precisarem de tratamento de uma só vez, o país não terá a quantidade de máquinas necessárias para atender a todos.

Elon Musk também tem sido criticado por não paralisar o trabalho em uma de suas fábricas, mesmo em meio à pandemia. A fábrica de Fremont, na Califórnia, continua operando e a única medida tomada por Musk foi a redução no número de funcionários nas instalações. Ainda, assim, 2.500 continuam trabalhando (1/4 do total de funcionários).

Compartilhe: