Preocupada com distribuição da rede na pandemia, União Europeia pede a Netflix que diminua qualidade de imagem

Na Europa, transmitir séries e filmes com alta qualidade de imagem pode fazer com que outras pessoas percam a conexão

por Matheus Fiore

Com a pandemia do novo coronavírus, os serviços de streaming se tornaram um dos maiores aliados para aqueles que estão isolados em casa. Não à toa, na Itália e na Espanha, dois dos países mais afetados pelo COVID-19, o número de downloads dos aplicativos da Netflix e do Amazon Prime Video tenham disparado tanto.

Para a União Europeia, porém, isso também está trazendo alguns problemas. Em sua conta no Twitter, o comissário da UE Thierry Breton diz que teve uma conversa com Reed Hastings, CEO da Netflix, sobre como a situação pode ser abordada daqui a frente. O problema é muito simples: há o receio de que não haja internet para todos os europeus, o que fez com que a UE sugerisse que a Netflix diminuísse a qualidade padrão da imagem.

“O comissário Breton está certo ao destacar a importância de garantir que a internet funcione para todos em um momento tão crítico” escrevey um porta-voz da Netflix ao Business Insider. “Estamos focados na eficiência da rede há alguns anos, inclusive fornecendo nosso serviço de conexão aberta de forma gratuita para empresas de telecomunicação”, completou.

Com a pandemia se tornando mais séria a cada dia, as empresas e instituições tentam juntar forças para encontrar a melhor maneira não só de manter a sociedade funcionando, mas também de oferecer os recursos necessários para que as pessoas tenham suas rotinas afetadas o mínimo possível. A internet, talvez um dos recursos mais interessantes no momento, por se tratar tanto de entretenimento quanto como fonte de informação, acaba por ser um dos mais importantes pontos da era da pandemia.

[Atualização: 19/03, 15h35] Segundo o Protocol, a Netflix chegou a um acordo para reduzir em 25% a banda larga da União Européia, a fim de evitar que parte dos europeus fique sem internet por causa de um grupo menor de pessoas assistindo a vídeos em alta definição. [Fim da atualização]

Compartilhe: