Nos EUA, “The Wire” triplicou audiência na HBO Now desde o início da pandemia

Série de David Simon lidera junto do documentário "Ebola: A Doctor's Story" a onda de crescimento de acessos no serviço de VOD do canal, que chega a 40% no país

por Pedro Strazza

Enquanto a pandemia do coronavírus segue em curso e a população ao redor do mundo busca o distanciamento social para interromper a propagação da doença, os efeitos da crise são sentidos em todas as frentes. No caso do streaming, a questão envolve um crescimento expansivo da audiência – o que por sua vez gera alguns efeitos bastante curiosos.

Tome por exemplo a HBO, que reportou na terça-feira (24) um aumento de 40% nos acessos do HBO Now – o serviço de VOD da emissora – desde o dia 14 de março e em relação ao último mês. Embora a WarnerMedia não tenha divulgado números oficiais, o conglomerado afirma que a taxa de engajamento é comparável apenas com os números do último verão estadunidense, quando o canal debutou a primeira temporada de “Euphoria” e o segundo ano de “Big Little Lies”. O binge watching também subiu no país, apresentando crescimento de 65% em relação a fevereiro.

A ausência de números concretos deixa tudo nebuloso em torno do status financeiro da emissora – não dá pra saber se o aumento é atribuído a uma enxurrada de assinantes ou só do maior uso da base atual – mas o relatório da HBO Now chama a atenção por revela o que exatamente tem sido consumido pelo público norte-americano neste período de quarentena em casa. Isso porque enquanto os sucessos recentes do canal viram um crescimento natural de 50% (incluindo aí “Game of Thrones”, “Chernobyl” e “His Dark Materials”), as séries veteranas também registraram expansões da audiência em meio à crise – incluindo “Família Soprano” e “Sex and the City”, que praticamente dobraram seu público desde o início da pandemia.

Mas por alguma ironia do destino, a produção que registrou o maior alavancamento de audiência durante a crise do coronavírus é mesmo “The Wire”. Criada por David Simon e exibida entre 2002 e 2008, a série nunca chegou a se tornar um sucesso de público quando estava ativa, mas agora conseguiu triplicar o número de espectadores no HBO Now com a pandemia – o que sugere que os usuários estão aproveitando o momento maior em casa para ficar em dia com o seriado, elevado a cult depois de seu encerramento.

Para além das séries, o serviço de VOD diz que o documentário “Ebola: The Doctor’s Story” registrou uma multiplicação de até 7 vezes em sua audiência para se tornar um dos títulos mais procurados na plataforma. A HBO também confirma que a audiência do canal de televisão aumentou 70% no período.

Compartilhe: