Dyson cria respirador mecânico em dez dias e vai produzir 15 mil unidades para combater coronavírus

Empresa entregará 10 mil unidades ao governo britânico e distribuirá outros cinco mil para outros países

por Matheus Fiore

A empresa britânica de tecnologia Dyson está fazendo sua parte para combater a pandemia do novo coronavírus. Em apenas dez dias, a empresa de James Dyson projetou um novo respirador mecânico – um dos equipamentos hospitalares que mais estão em falta durante a crise mundial – e distribuirá quinze mil unidades do aparelho.

O governo do Reino Unido já encomendou 10 mil aparelhos para a Dyson por meio do Serviço de Saúde Nacional. “Um respirador mecânico é essencial para um paciente que não pode mais respirar por conta própria, porém, infelizmente, há um grande problema no estoque, tanto no Reino Unido quanto no restante do mundo”, afirmou James Dyson, comentando sobre o que motivou sua empresa a fabricar os respiradores.

O respirador da Dyson se chama CoVent e pode ser fabricado em apenas dez dias. O aparelho foi encomendado pelo primeiro ministro britânico Boris Johnson. Segundo a CNN, um porta-voz da empresa confirmou que os respiradores já estarão disponíveis em abril. A Dyson, vale lembrar, é conhecida por suas linhas de secadores de mão e aspiradores de pó.

Além das dez mil unidades encomendadas por Boris Johnson, a Dyson também está fabricando 5 mil unidades, que serão doadas para outros países a fim de ajudar no esforço global para superar a pandemia causada pelo COVID-19.

Compartilhe: