Airbnb oferece moradia gratuita ou subsidiada para 100 mil profissionais da área da saúde

Iniciativa pretende abrigar os profissionais que estão se deslocando para regiões que necessitam de assistência médica

por Soraia Alves

O Airbnb anunciou que fornecerá “moradia grátis ou subsidiada” para 100 mil profissionais que trabalham na área da saúde, na chamada assistência médica de primeira linha. A iniciativa pretende ser um alívio para os profissionais que estão se deslocando para regiões que precisam de ajuda para atender os pacientes de COVID-19.

O esforço do Airbnb funcionará permitindo que os anfitriões em sua plataforma optem por disponibilizar seu espaço, sem a cobrança das taxas que a empresa normalmente cobraria, o que já estava sendo operado em alguns países depois que a empresa implantou uma “Política de Causas de Força Maior”, devido à pandemia do novo coronavírus.

Além disso, o programa inclui novos protocolos de limpeza projetados para manter os espaços seguros, e uma parceria com a Cruz Vermelha, o Comitê Internacional de Resgate, o International Medical Corps e outros grupos sem fins lucrativos para ajudar na identificação dos lugares com mais demanda de profissionais.

A ideia é que grande parte dos anfitriões acaba oferecendo suas locações gratuitamente, uma vez que a extensão do programa – que já operava em menor escala na Itália e na França – acontece graças às muitas solicitações de anfitriões sobre como eles poderiam oferecer seus espaços para ajudar nesse momento.

O Airbnb também possui um fundo estabelecido para aqueles que desejam fornecer suporte monetário, com 100% de todos os recursos destinados a organizações sem fins lucrativos que trabalham no combate à COVID-19.

Compartilhe: