Houseparty é acusado de vazar dados dos usuários, mas app diz não haver evidências do ocorrido

Contas de Spotify e Netflix estariam entre as mais hackeadas por conta do vazamento

por Matheus Fiore

O Houseparty está fazendo bastante sucesso durante a pandemia do novo coronavírus. O aplicativo, que promove videoconferência entre amigos e oferece múltiplos jogos e puzzles para se jogar em grupo, se tornou uma boa alternativa para entreter pessoas das mais diversas idades.

Agora, porém, muitos usuários estão usando o Twitter para reclamar da plataforma. Ao pesquisar “houseparty hack” na rede social, encontramos inúmeros relatos de pessoas que acusam o aplicativo de vazar seus dados do Spotify e da Netflix. Muitos acreditam que o Houseparty esteja vasculhando seus smartphones e tablets e vazando dados de outros apps.

O aplicativo foi lançado originalmente em 2016, e em 2019, a Epic Games o comprou. A Epic é responsável por alguns dos maiores sucessos das últimas décadas, como o battle royale “Fortnite”. Durante a pandemia do coronavírus, entre fevereiro e março, o Houseparty registrou um crescimento de 2000% em seus downloads.

Procurado pelo Business Insider para comentar as acusações, um porta-voz do aplicativo afirma que “não encontramos qualquer evidência que conecte o Houseparty e o hackeamento de outras contas e aplicativos”. Por ora, portanto, trata-se apenas de uma coincidência, já que não há nenhuma prova de que haja uma ligação entre o Houseparty e esses problemas com contas da Netflix e do Spotify.

O que se recomenda, porém, é que os usuários sempre utilizem senhas fortes e diferentes para cada serviço, a fim de evitar problemas do tipo.

Compartilhe: