daft-punk

Daft Punk vai voltar a orquestrar trilhas sonoras em novo filme de Dario Argento

Projeto será o primeiro trabalho da dupla francesa desde "Random Access Memories" e sua segunda incursão na cinema depois da música de "Tron: O Legado"

por Pedro Strazza

O Daft Punk anda mais ou menos silencioso desde que monopolizou o mundo da música em 2013 com seu “Random Access Memories”. Depois do sucesso avassalador de faixas como “Get Lucky” e “Lose Yourself to Dance”, o duo francês de eletrônica se manteve produtivo apenas em colaborações pontuais para artistas como Pharrell Williams, The Weeknd e a banda Parcels.

Mas depois de rumores no começo do ano apontarem que a dupla formada por Thomas Bangalter e Guy-Manuel de Homem-Christo estava de volta ao estúdio trabalhando em um projeto novo, o jornal italiano Repubblica revelou nesta segunda (27) que o tal disco na verdade é a trilha sonora do novo filme de ninguém mais que Dario Argento – que também está voltando à ativa depois de um longo período na miúda. Em entrevista ao veículo, o cineasta italiano confirmou que o “Occhiali Neri” (algo como “Óculos Escuros” em português) que atualmente está com a produção paralisada devido ao coronavírus terá música desenvolvida pelo duo, o qual ele diz serem grandes fãs de seus trabalhos.

“Eles são meus admiradores, conhecem todos os meus filmes” afirma o diretor na matéria; “Eles ouviram de meus amigos franceses que eu estava filmando um novo longa e eles me chamaram pra dizer ‘Nós queremos trabalhar com você'”. Argento ainda confirma que em breve deve receber as primeiras amostras da dupla, que quer visitá-lo em Roma assim que possível para ter mais detalhes sobre o roteiro e os desejos do cineasta com o novo trabalho.

A não ser que algo dê muito errado no meio do caminho, “Occhiali Neri” marcará a segunda ocasião em que o Daft Punk trabalha com trilhas sonoras. Antes da parceria com Argento, a dupla já havia colaborado com a Disney em 2010 para a música de “Tron: O Legado”, um projeto que acabou ficando marcado justamente pela trilha desenvolvida pelo grupo – o filme em si não chegou perto da bilheteria mirada pelo estúdio, que pensava em tornar o original numa franquia.

Já o filme de Argento é em si bastante antecipado por se tratar de seu retorno aos suspenses criminais, um gênero que o consagrou como “mestre do giallo” nos anos 80 com projetos como “Tenebre”, “Prelúdio Para Matar” e “Terror na Ópera” – além de ser seu primeiro trabalho na direção desde “Dracula 3D”, em 2012. “Occhiali Neri” também reúne o cineasta com a filha e atriz Asia Argento e conta com Luciano Tovoli na direção de fotografia, e Argento descreve a história como “a aventura de uma garota chinesa e uma criança” na Roma noturna e nos campos de Lazio.

De acordo com o Repubblica, a expectativa é que as filmagens retomem no início de setembro, mas como tudo no mundo a realização está presa ao desenrolar da pandemia do coronavírus.

Compartilhe: