Em Singapura, cão robô é usado para garantir que pessoas mantenham o distanciamento social

Sim, é o que você está pensando: isso é tão "Black Mirror"

por Soraia Alves

Embora Charlie Brooker, roteirista e criador de “Black Mirror”, tenha afirmado que não está trabalhando em uma nova temporada da série, uma vez que o atual momento mundial é tão caótico que não ele não sabe “qual apetite haveria por histórias sobre sociedades ruindo”, a realidade não deixa de lembrar alguns episódios da série. É o caso do cão robô adotado pelo governo de Singapura para garantir que as pessoas mantenham o distanciamento social indicado durante a pandemia de Covid-19.

O robô criado pela Boston Dynamics e conhecido como Spot foi colocado no parque Bishan-Ang Mo Kio, e ao contrário das figuras semelhantes presentes no episódio “Metalhead”, da quarta temporada de “Black Mirror”, o cão robô não sai caçando ninguém e apenas transmite uma mensagem para lembrar as pessoas de ficarem longe umas das outras, ressaltando que a Covid-19 representa uma ameaça muito séria à saúde humana – e é interessante observar a mensagem quase como um “vocês que lutem” vindo de um robô.

O Spot começou a ser comercializando no ano passado, com a compra restrita para empresas e governos. O modelo usado em Singapura foi equipado com um software personalizado desenvolvido pela GovTech, principal agência de tecnologia do governo de Singapura. O programa especial é voltado para é estimar quantas pessoas estão no parque em tempo real.

Segundo a GovTech, o modelo usa câmeras que não rastreiam as pessoas, nem tecnologias como a de reconhecimento facial: “Essas câmeras não podem rastrear e/ou reconhecer indivíduos específicos e nenhum dado pessoal será coletado”, diz a agência em comunicado. O teste com o robô no parque será realizado até 22/05.

Além do cão robô o governo de Singapura está utilizando drones para saber como o distanciamento social está sendo respeitado ou não: “Um total de 30 drones também estão sendo implantados em parques e áreas naturais selecionadas para fornecer aos oficiais atualizações do número de visitantes nos locais, complementando as observações em terra e dando-lhes uma melhor noção da densidade de pessoas em um local específico”, explica a GovTech.

Singapura conta com mais de 20 mil infectados pela Covid-19. O país chegou a ser elogiado por sua capacidade de controlar a disseminação do vírus nos primeiros dias da pandemia. Mas isso mudou bastante nas últimas semanas, refletindo o afrouxamento do isolamento social pela população.

Compartilhe: