Apple planeja reabrir mais 47 lojas na próxima semana

São 25 unidades nos EUA, 12 no Canadá e 10 na Itália que vão adotar protocolos de distanciamento social e medidas de prevenção contra o coronavírus para voltar a funcionar

por Pedro Strazza

O site oficial da Apple publicou nesta segunda (18) uma carta escrita pela vice-presidente sênior de vendas Deirdre O’Brien que detalha os primeiros passos da companhia para reabrir sua rede de lojas ao redor do globo. Depois de ver todas as unidades na China retomarem suas operações no fim de março, a empresa agora pretende fazer o mesmo com outras 47 lojas nos Estados Unidos, no Canadá e na Itália na próxima semana, tomando as devidas precauções que sejam condizentes com o cenário enfrentado pelas comunidades em cada região.

De acordo com O’Brin, a meta da Apple “é apenas seguir em frente com a reabertura a partir do momento que nos sentimos confiantes em voltar a atender nossos clientes em nossas lojas”, algo que a companhia decide a partir “de todo tipo de dado disponível, incluindo casos locais, tendências de curto e longo prazo e as orientações de oficiais de saúde locais e nacionais”. Isso obviamente significa que a Apple também está disposta a voltar a fechar as unidades se o cenário mudar, uma opção que a executiva confirma ser viável “caso as condições locais não garantam”.

A partir desta tomada de decisão o procedimento varia para cada loja. Embora o serviço do Genius Bar seja garantido a todos os estabelecimentos reabertos, apenas algumas permitirão que os clientes entrem no interior das lojas, com a maioria oferecendo atendimento e alguns serviços laterais apenas na entrada – as que disponibilizarem o chão da loja vão reforçar medidas de distanciamento social para impedir que a doença se dissemine nos estabelecimentos.

Entre as diretrizes gerais, todos os funcionários serão obrigados a usar máscaras faciais e a passar por verificações de temperatura, além da Apple providenciar máscaras aos clientes que não possuírem uma na entrada. O 9to5Mac ainda reporta que cada unidade reaberta vai contar com um time de limpeza em tempo integral, responsável por higienizar a loja de hora em hora.

De acordo com a CNBC, as reaberturas da semana que vem incluem nos Estados Unidos algumas das unidades localizadas na Flórida, Havaí, Oklahoma e Colorado, além de lojas na Califórnia e em Washington voltarem a oferecer serviços laterais – todas serão mapeadas na ferramenta de localização de lojas do site oficial da Apple. Já o The Verge afirma que a companhia já havia reaberto silenciosamente alguns estabelecimentos no território na semana passada em Idaho, Carolina do Sul, Alabama e no Alaska, numa forma discreta de testar os ditos “protocolos de distanciamento social” anunciados nesta segunda.

Compartilhe: