YouTube remove filme produzido por Michael Moore sobre problemas com energias renováveis

Fotógrafo que teve obra usada no filme o derruba da plataforma por se incomodar com discurso

por Matheus Fiore

Lançado em 2019, o documentário “Planeta dos Humanos”, chegou cercado de controvérsia por defender a tese de que energias sustentáveis não são o suficiente para resolver os problemas de esgotamento de recursos da humanidade. O filme foi dirigido por Jeff Gibbs e produzido por Michael Moore, conhecido e premiado cineasta de filmes como “Tiros em Columbine”.

Pouco menos de um ano depois, o longa-metragem foi removido do YouTube. Segundo o The Guardian, tudo começou com uma reclamação do fotógrafo Toby Smith, que descobriu que seu trabalho havia sido usado no filme e a favor de pautas que ele não defende. “Eu não concordo com a mensagem do documentário e eu não gosto da forma como ele manipula o uso dos fatos em sua narrativa”, afirmou Smith ao The Guardian.

Ao The Verge, o diretor da obra comentou sobre a situação, negando que tenha havido qualquer violação de direitos autorais no longa que alcançou 8 milhões de visualizações no YouTube: “Essa tentativa de derrubar nosso filme e prevenir o público de a ele assistir é um flagrante ato de censura pelas críticas políticas apresentadas em ‘Planeta dos Humanos'”, afirmou Gibbs. “É um mal uso da lei de direitos autorais para silenciar um filme que propõe uma conversa séria sobre como parte do movimento ambiental se afiliou a Wall Street”, completou.

O PEN America, grupo que advoga pela liberdade de expressão, apoiou Gibbs e Moore: “aqueles que possuem algum problema com ‘Planeta dos Humanos’ têm o direito de demonstrar sua preocupação e ter seus argumentos ouvidos, mas antes disso, o público tem o direito essencial de assistir ao filme de Moore e fazer seu próprio julgamento”, disse Summer Lopez, diretor sênior do PEN America.

Como notou o The Verge, o fato de o filme ter sido derrubado do YouTube por questões de direitos autorais fez com que ele também fosse removido de outras plataformas, como o Films for Action. Apesar disso, “Planeta dos Humanos” ainda pode ser assistido na conta do Vimeo de seu diretor.

Compartilhe: