Novo curta de Spike Lee une morte de George Floyd com a de Radio Raheem em "Faça a Coisa Certa"

Novo curta de Spike Lee une morte de George Floyd com a de Radio Raheem em “Faça a Coisa Certa”

"3 Brothers" também intercala imagens dos dois crimes com a do assassinato de Eric Garner em 2014

por Pedro Strazza

Spike Lee lançou em suas redes sociais neste domingo (31) um novo curta-metragem que busca trazer à tona a perspectiva histórica de opressão racial que circula os protestos nos Estados Unidos sobre a morte de George Floyd. E a escolha é forte: intitulado “3 Brothers – Radio Raheem, Eric Garner and George Floyd”, o filme de um minuto e meio na prática reúne as imagens dos assassinatos de Floyd e Eric Garner na vida real com a do personagem Radio Raheem de “Faça a Coisa Certa”, um dos maiores filmes da carreira do diretor. Confira abaixo na íntegra:

Com a cartela “A História vai parar de se repetir” em fonte vermelha no fundo preto, o curta consiste basicamente da intercalação de imagens das 3 mortes, escancarando as similaridades no uso de violência desmedida pela polícia para prender os cidadãos. Enquanto a de Raheem é o clímax de “Faça a Coisa Certa” e a de Floyd foi a fagulha para os protestos que estão próximos de completar uma semana nos EUA, o assassinato de Eric Garner aconteceu em 2014 e estourou no noticiário na época por conta de suas falas: com o pescoço esmagado pelo policial Daniel Pantaleo, Garner repetiu diversas vezes antes do óbito que não conseguia respirar, mas o oficial mesmo assim não foi responsabilizado pelo crime.

“Como as pessoas podem não entender o porquê das pessoas estarem agindo do jeito que estão?” questionou Lee durante a apresentação do filme na programação de ontem da CNN, onde “3 Brothers” fez sua estreia em rede nacional; “Isto não é novo, nós vimos as rebeliões dos anos 60, o assassinato do Dr. King, toda vez que algo estoura e nós não vemos justiça, as pessoas reagem de um jeito que elas possam ser ouvidas. Nós estamos vendo isso de novo e de novo e de novo. A questão é essa: a morte de corpos negros, é disso que o país é construído em cima”.

Enquanto os protestos sobre a morte de George Floyd continuam a se espalhar pelo país desde o último 25 – e aumentar o criticismo em torno da administração do presidente estadunidense Donald Trump – “3 Brothers” é também o segundo projeto que Lee lança nesta quarentena. Além do curta e do “Destacamento Blood” que estreia na Netflix no próximo dia 12 de junho, o cineasta publicou no início de maio “New York New York”, um filme descrito pelo próprio como “uma carta de amor ao público” da cidade durante a atual pandemia do coronavírus e as medidas de distanciamento social – confira abaixo.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link