“Spider-Man: Miles Morales” não será remasterização, mas um derivado do jogo original

Game do PS5 será uma versão narrativamente mais simples, mas tecnologicamente melhorada e com história própria

por Matheus Fiore

Na última quinta (11), a Sony revelou o visual do PlayStation 5 e alguns dos jogos que serão lançados a partir do natal de 2020 e durante os próximos anos. Um dos jogos que mais causou alarde foi “Spider-Man: Miles Morales”, que inicialmente, parecia uma continuação direta do “Marvel’s Spider-Man”, jogo de 2018 que foi um dos maiores sucessos da história do super-herói da Marvel nos games.

Ontem, porém, surgiu uma polêmica: rumores apontavam que o jogo seria apenas uma remasterização e expansão do game de 2018. Boa parte da comunidade do PlayStation, claro, ficou insatisfeita com a possibilidade, pois o teaser trailer indicava um jogo completamente novo. A Insomniac, empresa responsável pelo vindouro lançamento, finalmente se posicionou, e a situação é: “Miles Morales” não é nem um remaster, nem exatamente uma continuação.

Na postagem feita no Twitter, a Insomniac confirma que “Spider-Man: Miles Morales” é um jogo independente mas, ao que parece, que funcionará como um spin-off do seu antecessor. A confusão começou quando Simon Rutter, da Sony, disse: “Eu acho que podemos chamar o jogo de uma expansão e um melhoramento do anterior. “Ha a expansão trazida pelo protagonismo de Miles Morales, mas o jogo terá também grandes aprimoramentos motores graças às possibilidades trazidas pelo PlayStation 5”.

Como pontuou o The Verge, o caso de “Miles Morales” parece ser semelhante ao de “Uncharted: The Lost Legacy”, spin-off lançado em 2017 para “Uncharted 4: A Thief’s End”, que possui semelhanças gráficas, elementares, tecnológicas e narrativas, mas era uma versão menor e mais simples em relação aos outros jogos da série da Naughty Dog. No caso de “Spider-Man: Miles Morales”, portanto, podemos esperar um jogo com história independente e aprimoramentos tecnológicos, mas que tenha uma história reduzida em relação ao seu antecessor, e seja um complemento à história, mas com as modernizações necessárias.

Compartilhe: