Esta inteligência artificial transforma seus rabiscos em retratos realistas

Programa garante resultados até para desenhos inacabados graças a um banco de dados que combina elementos faciais com base em afinidade visual

por Pedro Strazza

Um time de pesquisadores da Academia Chinesa de Ciências em Pequim revelou nesta quarta (17) uma nova inteligência artificial que produz faces realistas a partir de desenhos relativamente simples. Na prática, é o fim do retrato falado e dos retratos, dado que os cientistas declaram que o sistema ajuda “usuários com pouco treino em desenho a produzir imagens em alta resolução de rascunhos brutos ou até incompletos”.

Intitulado DeepFaceDrawing, a nova IA no caso funciona à base de um sistema de probabilidades que acaba sendo mais certeiro em relação a outras tentativas anteriores – que buscavam o mesmo resultado a partir do fornecimento de detalhes específicos, incluindo questões como tamanho dos olhos e dos lábios. A tecnologia constrói o rosto a partir de um banco de dados com todo tipo de componente facial e chega a um resultado buscando a melhor combinação entre estes elementos.

“Nossa ideia central foi de forma implícita modelar o espaço de ajuste de imagens faciais plausíveis e sintetizar os rostos neste espaço para aproximá-lo de um rascunho fornecido” escreve o grupo de pesquisa na publicação oficial do projeto, onde comentam ainda que as soluções atuais “tendem a sobre-ajustar os desenhos, assim requerendo ilustrações profissionais ou até mapas como base” e que isso os levou a criar o programa. O vídeo acima dá mais detalhes do programa.

A grande questão remanescente no momento é como a IA lida com questões raciais, dado que a esmagadora maioria dos 17 mil testes feitos pelo grupo resultou em rostos caucasianos ou latinos – algo que pode ser fruto da base de dados, um problema comum na área nos últimos tempos. Os pesquisadores não deram muito detalhes sobre o tema, mas é bem possível que mais detalhes surjam na SIGGRAPH em julho, conferência em que o grupo promete fazer uma apresentação mais detalhada da invenção.

Vale dizer que a página oficial do DeepFaceDrawing promete que o programa deve ser código aberto, com a disponibilidade prevista para “em breve” no site.

Compartilhe: