Instagram atualiza políticas e a partir de julho vai permitir que creators vendam produtos direto no app

Empresa não determinou qual a quantidade de seguidores que torna os usuários aptos à modalidade, mas confirmou que vai exigir um site externo para linkar nas ofertas vinculadas no perfil

por Pedro Strazza

O Instagram anunciou nesta terça-feira (23) uma atualização dos seus Requisitos de Qualificação para o Comércio que impacta de maneira direta os criadores de conteúdo da plataforma. A partir do próximo dia 9 de julho, a companhia vai começar a aceitar que creators vendam produtos diretamente em seus perfis na rede social, não precisando de terceiros para viabilizar um negócio no ambiente virtual.

As novas diretrizes passam a valer para todos os países onde o Instagram Shopping existe e vão exigir dos influenciadores interessados que demonstrem confiabilidade na forma de uma presença estabelecida e autêntica – o que pode incluir a manutenção de uma base de seguidores. O anúncio oficial não deixa em evidência um número mínimo de pessoas que o usuário deve ter como público afim de se qualificar como creator aos olhos da empresa, mas escreve que aqueles que se encaixarem nos termos precisarão de um site externo para marcar os produtos à venda em seu perfil, como qualquer outra empresa hoje no aplicativo.

“Com essa nova política, as empresas devem marcar produtos no Instagram com base em um único site de sua propriedade e de onde vendem, para que as pessoas tenham uma experiência de compra consistente e confiável.” escreve a empresa na publicação; “Além disso, atualizaremos nosso fluxo de cadastro para fornecer orientações mais claras às empresas e oferecer mais transparência nos tipos de empresas que estamos mais aptos a apoiar, como criadores de conteúdo que desejam expandir os negócios no Instagram.”.

Além de criar o caminho para que influenciadores e criadores de conteúdo aumentem o potencial da plataforma como meio de vida, a medida é também mais um passo tomado pelo Instagram para aumentar as possibilidades de monetização de seu ecossistema. No mês passado, a empresa do Facebook passou a exibir anúncios no IGTV e anunciou novas modalidades de patrocínio para lives e colaborações com marcas.

Compartilhe: