Snapchat (enfim) começa a permitir que marcas tenham perfis oficiais no app

Páginas permitirão o uso de conteúdo temporário e fixo, além de poderem ser acessados por uma variedade de canais dentro da plataforma

por Pedro Strazza

O Snapchat vai abrir esta semana a versão beta das seções de perfis para marcas em sua rede social, um recurso há muito tempo solicitado pelas empresas que querem vender seus produtos e valores no aplicativo. O teste inicialmente ocorrerá com 30 companhias diferentes incluindo a Ben & Jerry’s, a Gucci e a Target, mas a plataforma espera expandir a opção a todos os usuários até o fim de 2020.

A nova ferramenta servirá como o típico perfil da rede, com as marcas podendo manter conteúdos em vídeo fixos ou passageiros, além de oferecer seções de compras dentro do aplicativo e a possibilidade de criação de lentes de realidade aumentada especiais das empresas. A Snap Inc. também se comprometeu em disponibilizar ferramentas web para os criadores de conteúdo do meio, permitindo que as equipes por trás do gerenciamento destas contas possam tocar o negócio da forma que melhor preferirem.

Ao Adweek, a gerente global de produtos de marketing Carolina Arguelles escreve que a companhia com a medida está “construindo em direção a um futuro onde a comunidade do Snapchat pode se relacionar com negócios de todos os tamanhos ao longo de uma variedade de produtos” no aplicativo. Essa procura poderá ser realizada através de ferramentas como o buscador, códigos QR e anúncios veiculados pelas próprias marcas, com o conteúdo subsequente assinado sendo lançado em todos os meios tradicionais.

A entrada do Snapchat nos perfis empresariais coroa um longo processo da rede social em direção a uma maior variedade de fontes de receita dentro de sua plataforma. Além de em outubro de 2019 a companhia ter lançado um meio mais dinâmico de veicular publicidade no aplicativo, a Snap Inc. também passou a permitir anúncios de seis segundos nos programas da aba de Descobertas e de até três minutos no formato Extended Play, enquanto criou novas formas de anunciar produtos a partir de ferramentas como realidade aumentada e programação original.

Compartilhe: