Apple vai ceder iPhones a hackers éticos para que busquem falhas de segurança

Empresa vai ceder versões alteradas para que profissionais ajudem a aprimorar o sistema de segurança do smartphone

por Matheus Fiore

A Apple decidiu melhorar a segurança de seus smartphones trabalhando em parceria com os chamados hackers éticos – aqueles que têm como ocupação, por exemplo, encontrar falhas em sistemas de segurança e vender um relatório para a empresa que está exposta. Segundo a própria Apple, a gigante tecnológica americana vai ceder versões especiais do iPhone para que esses profissionais realizem testes.

O iPhones projetados para pesquisa virão com configurações específicas e um software iOS personalizado, diferente do produto vendido nas lojas da marca em todo o mundo. Haverá, por exemplo, ferramentas de correção de bug e comandos específicos para dar maior acesso ao software do aparelho.

Ao TechCrunch, a Apple afirmou que o programa é uma colaboração para o benefício de ambas as partes. Os hackers terão acesso a extensa documentação e um fórum especial com engenheiros da companhia, que poderão tirar dúvidas dos profissionais no processo. A ideia é, portanto, trazer aparelhos ainda mais seguros nas próximas gerações do principal smartphone do mercado mobile.

Como comenta o próprio TechCrunch, a Apple quer tornar mais fácil para os hackers éticos o trabalho de encontrar essas falhas que potencialmente tornam o iPhone mais vulnerável. Todos os profissionais envolvidos no projeto, claro, deverão manter sigilo sobre as informações compartilhadas pela companhia.

Compartilhe: