f1-globo

Após 39 anos, Fórmula 1 deixa a programação da Globo em 2021

Explicação para o fim do contrato seria o valor cobrado pela Liberty Media, dona da competição, cerca de US$ 22 milhões

por Soraia Alves

A tradicional Fórmula 1 vai deixar de ser exibida pela Rede Globo a partir do ano que vem. De acordo com o site Meio & Mensagem, a Globo comunicou ao mercado publicitário nesta semana que não vai transmitir a próxima temporada da F1, que está na grade da emissora há 39 anos.

A explicação para o fim do contrato seria uma série de divergências entre a Globo e a Liberty Media, dona da competição, que não chegaram a um acordo para a renovação do contrato. Segundo o UOL, o principal empecilho é o valor cobrado pela Liberty para ceder os direitos de transmissão da F1, cerca de US$ 22 milhões, acima dos US$ 20 milhões máximos que a Globo estaria disposta a pagar.

Algumas fontes afirmam que a decisão da Globo em encerrar a transmissão da F1 já havia sido tomada antes mesmo do início da temporada 2020, em julho. Vale ressaltar que neste ano a temporada começou atrasada por conta da pandemia de Covid-19.

Mas internamente, a Globo tem de dividir este bolo com as 118 afiliadas para transmitir uma corrida em todo o território nacional. Segundo a direção, a conta acaba não fechando.

Sem a Globo, a Fórmula 1 deve deixar a TV aberta de vez, já que a chance de outras emissoras tentarem uma negociação com a Liberty é bem mínima justamente pelo valor do contrato. A realidade econômica é bem diferente de 1980, quando a temporada não foi transmitida pela Globo e sim pela Band.

A Rede Globo deve realizar o comunicado oficial em breve.

Compartilhe: