Pandemia e crise econômica resultam em queda de 30% nas vendas de celulares

Pesquisa mostra que foram vendidos 9,6 milhões de aparelhos no segundo trimestre deste ano no Brasil

por Soraia Alves

De acordo com um levantamento realizado pela consultoria IDC Brasil e publicado pelo jornal O Estado de S. Paulo, as vendas de celulares no país caíram 30,7% no segundo trimestre de 2020 em relação ao mesmo período no ano passado. A queda é resultado da crise econômica agravada pela pandemia de Covid-19 e das grandes flutuações do dólar.

A pesquisa mostra que foram vendidos 9,6 milhões de aparelhos no segundo trimestre deste ano, sendo 8,74 milhões de unidades no mercado formal e 885 mil em vendas “informais” de produtos de origem duvidosa.

“No início do ano, o cenário era favorável, mas a pandemia afetou bastante o setor, que sofreu primeiro com a falta de componentes da China e, depois, com o aumento de preços devido às flutuações cambiais”, diz Renato Meireles, analista do IDC Brasil.

Vale ressaltar que a pesquisa engloba smartphones e celulares simples. As duas categorias sofreram retrações. Para smartphones, a que foi de 31,1%, já entre os celulares simples a redução foi de 54% .

Compartilhe: