CEO da Nespresso garante que empresa será neutra em carbono até 2022

Em 27 meses, tudo que for produzido e comercializado pela companhia será calculado em créditos de carbono e os impactos ambientais serão minimizados

por Soraia Alves

Todas as xícaras de café Nespresso serão neutras em carbono até 2022. Em mensagem do CEO global da empresa, Guillaume Le Cunff, a Nespresso assume a partir de hoje, 17/09, o compromisso global de compensar toda a sua cadeia de suprimentos e ciclo de vida dos produtos. Isso significa que, em 27 meses, tudo que for produzido e comercializado pela companhia será calculado em créditos de carbono e os impactos ambientais inerentes gerados pela atividade industrial serão minimizados totalmente, garantindo um café sustentável ao consumidor.

“A mudança climática é uma realidade e o nosso futuro depende de irmos além e de forma rápida em relação aos compromissos com a sustentabilidade. É por isso que estamos agilizando nossos compromissos de oferecer aos consumidores uma maneira de degustar uma xícara de café neutra em carbono em 2022: um café feito com os melhores e mais raros grãos e de origem sustentável. Realmente acredito que tanto o nosso negócio quanto a indústria do café em si podem ser uma força mundial para o bem ao lidar com esta questão”, afirma Guillaume Le Cunff.

A Nespresso vai atingir neutralidade em emissões de carbono por meio das seguintes iniciativas:

1. Redução da emissão de carbono: um elemento crucial na visão da marca é trabalhar na descarbonização de sua cadeia de valor. As iniciativas imediatas incluem:

  • Uso sustentável de energia na cadeia de valor: foco na eficiência energética em todas as operações da Nespresso, incluindo uma mudança para 100% de energia renovável em todas as Boutiques e aumento do uso de biogás no processo de fabricação.
  • Aumento da circularidade dos produtos e embalagens: fortalecimento da circularidade dos produtos da marca, aumentando o uso de plástico reciclado nas máquinas e o uso de alumínio virgem de baixo carbono e reciclado nas cápsulas de café.

2. Insetting: plantio de árvores nas fazendas das quais a Nespresso adquire café e arredores, uma vez que as árvores são a melhor forma de “sequestrar” carbono da atmosfera e um meio de investir na natureza e criar um sistema agrícola regenerativo. O plantio de árvores pode fornecer a sombra necessária para melhorar a qualidade e a quantidade de uma colheita de café. As raízes também ajudam a proteger contra a erosão do solo e deslizamentos de terra, promovendo a regeneração do solo.

Em parceria com a organização suíça não-governamental Pur Projet, a Nespresso será capaz de triplicar sua atual capacidade de plantio de árvores em países produtores de café como Colômbia, Guatemala, Etiópia e Costa Rica.

3. Offsetting: suporte e investimento em projetos de café de alta qualidade para causar um impacto positivo imediato (iniciativas de compensação). A Nespresso também investirá em projetos para apoiar a conservação e restauração de florestas, bem como implementar soluções de energia limpa em comunidades agrícolas.

Tais iniciativas são parte de uma estratégia maior e mais abrangente dos compromissos de sustentabilidade da marca que serão comunicados em breve e que incluem: preservar cafés excepcionais, construir um sistema agrícola resiliente e regenerativo, apoiar um meio de vida sustentável para produtores e construir um negócio circular.

No Brasil, a Nespresso já conduz ações que se conectam à meta global, como as entregas verdes, avanços em reciclagem e plantio de árvores

Compartilhe: