cover-apple2

Apple vai deixar de cobrar 30% de taxa sobre eventos do Facebook pelos próximos três meses

Briga começou quando Facebook lançou projeto para pequenos negócios lucrarem durante pandemia e taxa da App Store reduziu lucros das empresas envolvidas

por Matheus Fiore

No começo de 2020, o Facebook lançou um recurso para pequenos negócios criarem eventos online pagos, e instantaneamente criou-se um problema com a Apple, já que a empresa de Tim Cook cobra uma taxa de 30% de lucro nas compras de aplicativos baixados da App Store. A iniciativa tinha como objetivo ajudar organizações com dificuldades financeiras durante a pandemia do novo coronavírus, e fez com que, em virtude da situação excepcional na qual o mundo se encontra, o Facebook não cobrasse nenhuma taxa dessas empresas até agosto de 2021. O Facebook chegou a se manifestar publicamente criticando a Apple pela manutenção da taxa.

Fidji Simo, chefe do app do Facebook, afirmou: “nós pedimos a Apple para reduzir sua taxa de 30% na App Store ou nos permitir oferecer o Facebook Pay sem taxas para que possamos ajudar os pequenos negócios que sofrem durante a pandemia da COVID-19. Infelizmente, eles ignoraram nossos pedidos e por isso os pequenos negócios terão apenas 70% de sua receita no app”.

Agora, a Apple prometeu que, pelo menos por um curto período de tempo (até 13 de dezembro de 2020), deixará de cobrar a taxa de 30% para as compras feitas no app. “A Apple concordou em oferecer um curto período de três meses para que as lojas possam operar sem serem taxadas”, confirmou um porta-voz do Facebook ao Engadget.

Há, porém, alguns pontos importantes na decisão. Criadores do Facebook Gaming, por exemplo, não receberão o desconto, pois não poderão utilizar o Facebook Pay durante esse período em dispositivos iOS, confirmou Vivek Sharma, Vice-Presidente do Facebook Gaming.

A decisão marca mais um capítulo de uma longa disputa entre Apple e Facebook, duas das maiores empresas do mundo. A tendência é que mais desentendimentos surjam ao longo dos próximos anos, já que enquanto o Facebook investe pesado em seu Facebook Pay, a Apple também possui o seu Apple Pay, o que torna os dois concorrentes pelo menos no mercado de tecnologias de pagamento.

Compartilhe: