cover-google3

Nova IA do Google vai entender sua busca mesmo quando estiver escrita errado

Empresa diz que 10% das pesquisas feitas possuem erros de digitação e que intenção é aprimorar ainda mais a inteligência artificial

por Matheus Fiore

O Google apresentou hoje a última edição do Search On, seu evento para revelar as próximas novidades da empresa. A maioria dessas novidades é focada em pesquisas e estudos com inteligência artificial e técnicas de aprendizado autônomo, e o principal destaque é relacionado às buscas que fazemos na principal plataforma de pesquisa da internet.

Um dos pontos altos do evento foi o anúncio de que o Google está trabalhando em um programa de inteligência artificial que será capaz de entender melhor o que o usuário quer pesquisar, mesmo que ele escreva errado na barra de buscas. De acordo com Prabhakar Raghavan, o chefe de pesquisa da empresa, 15% das pesquisas feitas no buscador do Google diariamente são inéditas, o que significa que o sistema sempre está recebendo novas informações dos usuários.

A questão é que, desses 15%, boa parte é nova simplesmente porque o usuário digitou de forma incorreta os termos desejados. De acordo com Cathy Edwards, vice-presidente de engenharia do Google, uma a cada dez pesquisas feitas na plataforma são escritas de forma errada. Como bem sabemos, o Google já oferece a função “você quis dizer”, identificando o erro e recomendando a pesquisa com os termos exatos para melhorar sua experiência. O Google, porém, quer mais.

A ideia da empresa é aprimorar o sistema para que até palavras ou textos com muitos erros de escrita sejam compreendidos pela ferramenta. É um passo lógico para uma empresa que já é referência nas pesquisas online. Vale lembrar, por exemplo, que se você for acessar o google e digitar gogle.com ou goolge.com, você será automaticamente redirecionado para o endereço correto.

Compartilhe: