cover-tiktok3

TikTok vai banir conteúdo relacionado ao QAnon

App da ByteDance segue tendência de outras redes sociais para evitar teorias conspiratórias e fake news

por Matheus Fiore

O TikTok anunciou que banirá conteúdo relacionao ao QAnon, grupo americano de extrema-direita que defende que há uma conspiração global contra o presidente Donald Trump. Segundo o NPR, as novas políticas para vídeos já estão em prática desde agosto. Antes, porém, elas eram focadas em hashtags, e agora, englobam maior conteúdo e com maior severidade.

“Conteúdo e contas que promovem o QAnon violam nossa política de desinformação e nós as removemos da nossa plataforma”, um porta-voz do TikTok disse ao The Verge. A empresa tem se esforçado também para fazer com que o conteúdo seja mais difícil de se encontrar no app: “Nós atualizamos constantemente nosso sistema para identificar palavras e frases que remetam ao QAnon com erros ortográficos. Queremos manter o TikTok um ambiente seguro e autêntico para nossa comunidade”, completou.

O trabalho começou em julho, quando o TikTok começou a bloquear diversas hashtags ligadas ao movimento. Boa parte do conteúdo, porém, ainda estava disponível nos vídeos e poderia até mesmo ser encontrado na busca, segundo a BBC. Agora, a tendência é que o QAnon aos poucos desapareça completamente da principal rede social do momento.

O TikTok não é a única rede social se mobilizando para combater o QAnon. Recentemente, o YouTube também anunciou um banimento parcial do grupo, seguindo a tendência do que já havia sido feito por outras gigantes como Facebook e Twitter. Diante da chegada das eleições americanas e da pandemia do novo coronavírus, banir grupos, hashtags e conteúdos que disseminem desinformação sobre política, segurança e saúde pública se tornou ainda mais necessário.

Compartilhe: