timevote

Para incentivar voto nos EUA, TIME não usa logo na capa pela 1° vez na história

CEO da publicação classifica votação deste ano como um dos eventos mais cruciais aos rumos dos EUA e do planeta nos próximos anos

por Pedro Strazza

As eleições presidenciais estadunidenses se aproximam a passos rápidos e a imprensa norte-americano está mais engajada do que nunca nos pormenores da votação que vai decidir o futuro do país nos próximos quatro anos. Além de veículos como o USA Today terem declarado voto sobre candidatos e matérias sensacionalistas como do New York Post enfrentarem resistência ferrenha de redes sociais, a questão de engajar o público a votar se tornou um item primordial na esfera pública do país – que desde sempre mantém o direito como “opcional” e até mesmo desencoraja o envolvimento político.

É tamanho o esforço comunitário para incentivar a população a votar que a revista TIME fez uma mudança histórica na edição desta semana: pela primeira vez em toda a trajetória do veículo, a capa da publicação não conta com o logo icônico. O nome é substituído pela palavra “VOTE” na mesma tipologia e acompanhado pela imagem de uma jovem vestida de um lenço temático, com o título do jornal deslocado para o meio direito da ilustração. Confira abaixo.

Em uma publicação no site oficial da revista, o editor-chefe e CEO da TIME Edward Felsenthal escreve que a decisão estética foi tomada tendo em vista a importância extrema da população estadunidense de se engajar com a decisão eleitoral deste ano. “Poucos eventos irão definir os rumos do mundo que os resultados da eleição presidencial dos EUA deste ano.” chega a afirmar o executivo na carta aberta, no qual também destaca a cobertura da edição sobre os últimos dias das campanhas dos candidatos maiores ao cargo, o democrata Joe Biden e o atual presidente republicano Donald Trump e um guia para ajudar os leitores a depositar seu voto.

O design da capa ficou a cargo de Shepard Fairey, que na publicação escreve que a inspiração veio dos desafios impressos pela pandemia no processo democrático e que a ilustração é toda sobre fazer o público usar “sua voz e poder ao votar”.

“Nós estamos diante de um raro momento, um que vai separar a história entre antes e depois por gerações.” finaliza o editor-chefe no texto; “É o tipo de momento no qual os leitores ao redor do país e do mundo sempre olharam para a TIME. Nós agradecemos por vocês fazerem este movimento agora.”.

Compartilhe: