tim-teclado-consciente

Teclado consciente da Tim alerta sobre uso de expressões racistas

Aplicativo alerta os usuários sobre o uso de palavras preconceituosas, explica a origem dos termos e propõe substituições

por Soraia Alves

Para o mês da Consciência Negra, a Tim quer mostrar que o poder para banir do dia a dia expressões e palavras que carregam conotações racistas está na ponta dos dedos. Em parceria com a HavasPlus, a empresa lança um aplicativo que alerta os usuários sobre o uso de palavras preconceituosas, explica a origem dos termos e propõe substituições.

O Teclado Consciente Tim é gratuito, de fácil utilização e contribui com a desconstrução do racismo estrutural. “A educação é fundamental na evolução para uma sociedade mais inclusiva. Queríamos colaborar nessa jornada, usando a nossa tecnologia para alcançar mais pessoas. Foi daí que surgiu a ideia de criarmos o teclado, uma ação criada pela nossa agência, a HavasPlus, em parceria com acadêmicos e profissionais negros da consultoria Vírgula. Retirar expressões racistas do nosso vocabulário reforça a empatia, a capacidade de se colocar no lugar do outro e construir um futuro sem preconceitos”, destaca Ana Paula Castello Branco, diretora de Publicidade e Gestão de Marca da Tim.

Divulgação: Tim
Divulgação: Tim

Para usar o teclado, não precisa ser cliente da operadora: basta baixar o aplicativo, que estará disponível gratuitamente para iOS e Android. A ferramenta fica visível no momento em que o usuário digita seus textos em redes sociais ou aplicativos de comunicação, por exemplo, e é automaticamente destacado como palavras e expressões consideradas inadequadas. Ao clicar em cima alguns termos, o Teclado Consciente Tim explica porque são considerados racistas e opções para sua substituição – tal como um corretor ortográfico social.

Para que a iniciativa alcance o máximo de pessoas, a Tim lançará uma campanha digital, que divulgará o teclado, principalmente, nas redes sociais. A ação conta com um tempo de 12 influenciadores negros de diversos segmentos, que vão se unir para produzir conteúdo, entre eles Iza, Camila de Lucas, Yuri Marçal, Winnie Bueno, Murilo Araujo, Gleici Damasceno, Lellê e Roger Cipó.

Compartilhe: