"Bacurau" é indicado ao Spirit Awards, o Oscar do cinema independente

“Bacurau” é indicado ao Spirit Awards, o Oscar do cinema independente

"Nunca Raramente Às vezes Sempre", "Minari" lideram lista de indicações, que ainda fortalece candidatura de "A Voz Suprema do Blues" pro Oscar

por Pedro Strazza

[Errata: nota corrigida para refletir os indicados corretos do John Cassavetes Award]

“Bacurau” começou a aparecer na temporada de prêmios. O filme de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles foi indicado nesta terça-feira (26) ao Independent Film Spirit Awards, prêmio que é considerado o “Oscar do cinema independente” nos Estados Unidos. A produção é listada na categoria de Melhor Filme Internacional.

Nas principais disputas, o Spirit deste ano é canalizado em torno de uma porção de filmes que estão presentes na corrida do Oscar. A lista deste ano é liderada por “Nunca Raramente Às vezes Sempre”, que registrou sete nomeações, e “Minari”, drama da A24 que acabou com seis indicações. Também marcam forte presença na premiação deste ano “Nomadland” e “A Voz Suprema do Blues”, que junto de “First Cow” completam a categoria de Melhor Filme do ano.

Entre os estúdios, a Netflix lidera com 16 indicações, seguida pela Focus Features e a A24 com 10 e 9 nomeações, respectivamente.

Confira a lista completa de indicados a seguir. A cerimônia de premiação do Spirit Awards acontece no dia 22 de abril, na mesma semana do Oscar 2021.

Melhor Filme

“First Cow”
“A Voz Suprema do Blues”
“Minari”
“Nunca Raramente Às vezes Sempre”
“Nomadland”

Melhor Diretor

Lee Isaac Chung (“Minari”)
Emerald Fennell (“Promising Young Woman”)
Eliza Hittman (“Nunca Raramente Às vezes Sempre”)
Kelly Reichardt (“First Cow”)
Chloe Zhao (“Nomadland”)

Melhor Filme de Estreia

“I Carry You With Me”
“The 40 Year Old Version”
“O Som do Silêncio”
“Miss Juneteenth”
“Nine Days”

Melhor Atriz

Nicole Beharie (“Miss Juneteenth”)
Viola Davis (“A Voz Suprema do Blues”)
Sidney Flanigan (“Nunca Raramente Às vezes Sempre”)
Julia Garner (“A Assistente”)
Frances McDormand (“Nomadland”)
Carey Mulligan (“Promising Young Woman”)

Melhor Ator

Riz Ahmed (“O Som do Silêncio”)
Chadwick Boseman (“A Voz Suprema do Blues”)
Rob Morgan (“Bull”)
Steven Yeun (“Minari”)
Adarsh Gourav (“O Tigre Branco”)

Melhor Atriz Coadjuvante

Alexis Chikaeze (“Miss Juneteenth”)
Yeri Han (“Minari”)
Valerie Mahaffey (“French Exit”)
Talia Ryder, (“Nunca Raramente Às vezes Sempre”)
Yuh-jung Youn (“Minari”)

Melhor Ator Coadjuvante

Coleman Domingo (“A Voz Suprema do Blues”)
Orion Lee (“First Cow”)
Paul Raci (“O Som do Silêncio”)
Glynn Turmann (“A Voz Suprema do Blues”)
Benedict Wong (“Nine Days”)

Melhor Roteiro

“Má Educação”
“Minari”
“Você Nem Imagina”
“Nunca Raramente Às vezes Sempre”
“Promising Young Woman”

Melhor Roteiro de Estreia

Kitty Green (“A Assistente”)
Noah Hutton (“Lapsis”)
Channing Godfrey Peoples (“Miss Juneteenth”)
Andy Siara (“Palm Springs”)
James Sweeney (“Straight Up”)

Melhor Fotografia

Jay Keitel (“She Dies Tomorrow”)
Shabier Kirchner (“Bull”)
Michael Latham (“A Assistente”)
Hélène Louvart (“Nunca Raramente Às vezes Sempre)
Joshua James Richards (“Nomadland”)

Melhor Montagem

“I Carry You With Me”
“O Homem Invisível”
“Residue”
“Nunca Raramente Às vezes Sempre”
“Nomadland”

Melhor Documentário

“Collective”
“Crip Camp”
“As Mortes de Dick Johnson”
“Time”
“The Mole Agent”

Melhor Filme Internacional

“Bacurau”
“The Disciple”
“Night of the Kings”
“Preparations to be Together for an Unknown Period of Time”
“Quo Vadis, Aida?”

John Cassavetes Award

“The Killing of Two Lovers”
“La Leyenda Negra”
“Língua Franca”
“Residue”
“Saint Frances”

Robert Altman Award: “Uma Noite em Miami”

Piaget Producers Award

Kara Durrett
Lucas Joaquin
Gerry Kim

Someone to Watch Award

David Midell (“The Killing of Kenneth Chamberlain”)
Ekwa Msangi (“Farewell Amor”)
Annie Silverstein (“Bull”)

Truer Than Fiction Award

Cecilia Aldarondo (“Landfall”)
Elegance Bratton (“Pier Kids”)
Elizabeth Lo (“Stray”)

Compartilhe:
icone de linkCopiar link