cover-spotify4 (1)

Spotify quer “estudar” emoções dos usuários para recomendar músicas

Nova tecnologia permitirá ouvir e analisar os dados de voz dos usuários para que a plataforma recomende músicas, álbuns e artistas

por Soraia Alves

O Spotify está adotando uma nova tecnologia que permitirá ouvir e analisar os dados de voz dos usuários para que a plataforma recomende músicas, álbuns e artistas de acordo com suas emoções.

De acordo com a Music Business Worldwide, a nova tecnologia permite que a plataforma monitore a voz e as conversas de um usuário e determine como andam as suas emoções. Em seguida, ele fará recomendações com base nesses dados. Com isso, o Spotify espera chegar a resultados mais certeiros nas sugestões musicais para cada usuário.

A ferramenta leva em consideração tanto a voz do usuário, quanto o som do ambiente em que ele está. Os dados pessoais da análise consideram o estado emocional do usuário, gênero, idade e até mesmo o sotaque da pessoa. Já os dados do ambiente analisam onde o usuário se encontra e a quantidade de pessoas que o cerca.

As sugestões, então, combinam todos esses dados, além de levar em consideração o histórico do que o usuário já ouve, e recomenda as faixas a serem reproduzidas em seguida.

De acordo com a Pitchfork, o Spotify registrou a patente do projeto em 2018, mas ele realmente só foi aprovado agora em janeiro. Ainda não há informações sobre quando a novidade será lançada oficialmente ao público.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link