formula1-band

Sem Globo, Fórmula 1 fecha com a Band para transmissão das duas próximas temporadas

Além das corridas e treinos, emissora também confirmou Reginaldo Leme e Mariana Becker para a cobertura da F1 em suas plataformas

por Soraia Alves

Depois de não ter sua transmissão renovada pela Rede Globo, a Fórmula 1 tem uma nova emissora, a Band. A confirmação do acordo foi feita pela própria emissora durante a transmissão do programa “Brasil Urgente”, em um bate-papo entre José Luiz Datena, Glenda Kozlowski e Reginaldo Leme.

O contrato fechado com a Liberty Media dá à Band os direitos de transmissão de duas temporadas da F1, 2021 e 2022. Além das corridas oficiais (domingos), também entram no pacote os treinos (sábados). Os conteúdos também serão transmitidos em outras plataformas da Band, incluindo internet e rádio.

A emissora não informou os valores do acordo, porém, no ano passado, a explicação para as divergências entre a Globo e a Liberty foram justamente em relação a dinheiro. Na época, segundo o UOL, a Liberty estava pedindo cerca de US$ 22 milhões pela transmissão da temporada, enquanto a Globo estaria disposta a pagar no máximo US$ 20 milhões.

O novo acordo também prevê que Band e Liberty dividirão os lucros das cotas adquiridas por patrocinadores.

Essa não é a primeira vez que a Band tem a F1 em sua grade de programação. Em 1980, a emissora obteve uma licença com a Globo para a transmissão da F1 e acabou mostrando a primeira vitória de Nelson Piquet, inclusive com narração de Galvão Bueno.

Além de confirmar a transmissão da F1, a Band também anunciou Reginaldo Leme como comentarista e Mariana Becker como repórter especial para a cobertura das etapas.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link