fbpx
Ta-Nehisi Coates at the Washington Ideas Forum 2016
Imagem: Writer and journalist Ta-Nehisi Coates at the Washington Ideas Forum in Washington, DC on September 29, 2016. credit: Stephen Voss, Redux

Ensaísta Ta-Nehisi Coates vai escrever roteiro do novo filme do Superman, que pode ser interpretado por negro

Além de reconhecido por livros como "Entre o Mundo e Eu", jornalista foi responsável por fase do Pantera Negra que serviu de base para o filme de 2018

por Pedro Strazza

A WarnerMedia está atrás de um novo filme do Superman e sabe que o desafio para relançar a franquia nos cinemas é grande. Para tais fins, porém, o estúdio resolveu criar alicerces fortes: a companhia confirmou nesta sexta (26) que o escritor e ensaísta Ta-Nehisi Coates vai assinar o roteiro do projeto.

Além de Coates, a Warner também confirmou que a produção do filme ficará a cargo de J.J. Abrams, com a Bad Robot atuando de produtora responsável. O longa é descrito pelo Hollywood Reporter e o Deadline como um novo reboot da franquia, e é aí que as coisas começam a ficar interessantes: em seus respectivos perfis no Twitter, os repórteres de ambos os veículos reportam que a intenção do estúdio é contratar um ator negro para viver um dos mais icônicos super-heróis dos quadrinhos. A Warner inclusive chegou a se reunir com Michael B. Jordan, que por enquanto não está envolvido no projeto.

Enquanto isso, a contratação de Coates já representa um grande investimento da companhia numa nova direção para o personagem. Novato no cinema – ele só está ligado por enquanto ao texto do próximo filme de Ryan Coogler, “Wrong Answer” – o jornalista é amplamente celebrado por seu trabalho no jornal The Atlantic e na literatura por obras como “Entre O Mundo e Eu”, que lhe rendeu o National Book Award em 2015. Além disso, Coates também tem uma carreira de sucesso nos quadrinhos, com sua fase à frente da revista do Pantera Negra servindo de grande inspiração para o filme de 2018 – ele também trabalhou em uma série do Capitão América.

No anúncio, o autor define como uma “honra” o convite para a produção e se diz animado “para fazer adições significativas ao legado do herói mítico mais icônico da América”.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link