wersm-twitter-spaces-feat

Assim como Clubhouse, Twitter Spaces também está gravando seus áudios

Empresa sugere com diretrizes de uso que a ideia é transformar as conversas em conteúdo mais duradouro

por Matheus Fiore

O Twitter acabou de lançar o Spaces, ferramenta de conversas de áudio bastante similar ao Clubhouse. A semelhança é tanta que a ferramenta da rede social de Jack Dorsey tem também o mesmo problema que o Clubhouse: ambos estão gravando seus áudios. Há, porém, uma diferença fundamental, que é a política de uso de som de cada uma das empresas.

O Twitter confirmou que guardará cópias das conversas feitas no Spaces por ao menos trinta dias, para verificar se nas conversas há qualquer quebra das diretrizes de uso da plataforma. Caso algo que quebre as normas da plataforma seja identificado, as cópias continuarão salvas por ao menos 90 dias, para que investigações mais profundas possam ser realizadas.

Ao Mashable, um porta-voz do Twitter disse que as regras valem igualmente para todos os recursos da plataforma. Os usuários podem denunciar uma conversa inteira no Spaces ou apenas usuários específicos que estejam no chat de voz. Além disso, o app exibirá um aviso para quando você estiver ouvindo um bate-papo e uma conta que te bloqueou estiver falando. O porta-voz também diz que violações das normas de uso no Spaces podem levar ao impedimento do uso da ferramenta.

O Clubhouse, por sua vez, não salva as conversas a menos que haja uma denúncia durante a realização do chat. Porém, a empresa é acusada de rastrear seus usuários e impedir que suas contas sejam deletadas. Todas as informações compartilhadas pelo app ficam protegidas e armazenadas pelo aplicativo.

No Spaces, as conversas continuarão disponíveis para os donos das salas, incluindo transcrições. De acordo com o próprio Twitter, os participantes da conversa também terão acesso às transcrições, mas apenas dos seus próprios áudios. A grande diferença parece ser em como cada uma das plataformas aborda os áudios. Enquanto o Twitter pensa no Spaces como a produção de um conteúdo que ainda poderá ser aproveitado após o fim da conversa, o Clubhouse, apesar de não disponibilizar nenhuma informação posterior, grava os áudios e coleta informações dos usuários do app.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link