fbpx
dcb9
Imagem: Divulgação

Nada de “Ayer Cut”: WarnerMedia está satisfeita com recepção do novo “Liga da Justiça”, mas foca no futuro

CEO Ann Sarnoff descarta versão do diretor de "Esquadrão Suicida" ou retorno de Zack Snyder para mais filmes do grupo de heróis

por Matheus Fiore

O sucesso de “Liga da Justiça de Zack Snyder”, a versão de 4 horas do filme da “Liga da Justiça” que ficou popularmente conhecida como “Snyder Cut”, agradou a WarnerMedia, mas uma entrevista com a CEO Ann Sarnoff, revelou um balde de água fria para quem queria que Zack Snyder fizesse mais filmes baseados nos super-heróis do estúdio.

Em uma conversa com a Variety, Sarnoff afirmou que está muito contente e grata com o trabalho feito por Snyder em suas contribuições para a DC Comics (além de “Liga”, Snyder dirigiu “Superman: O Homem de Aço”, “Batman V Superman: A Origem da Justiça” e participou de toda a concepção artística do universo), mas que o foco da companhia no momento será em tocar os projetos que já estão em andamento e encontrar novas ideias.

“Nós quisemos dar a Zack [Snyder] a oportunidade de finalizar sua visão em um filme de quatro horas, o que é impossível de se fazer nos cinemas hoje em dia. Nós estamos felizes que temos o HBO Max que permitiu à empresa viabilizar o projeto e aos fãs assistirem às 4 horas do mundo de Zack”, comenta Sarnoff; “Nós estamos muito felizes com o que foi feito, mas estamos empolgados com os planos que temos para o futuro, com personagens multidimensionais que estão sendo desenvolvidos no momento”.

O rompimento com a fase anterior da DC é até previsível, visto que personagens importantes já estão até recebendo atualizações de conceito e elenco – o Batman veterano de Ben Affleck será substituído por um vigilante ainda iniciante de Robert Pattinson, bem como o Coringa de Jared Leto já foi substituído pelo oscarizado Joaquin Phoenix. A entrevista confirmou também que “Esquadrão Suicida”, de David Ayer, não deve ganhar uma nova versão, algo que foi muito pedido pelos fãs após a confirmação do lançamento do “Snyder Cut”.

“Nós temos um grupo de criadores fantástico, que vai de criadores de séries de televisão até autores de filmes, que basicamente estão expandindo a base de talentos com os quais temos que trabalhar para criar o multiverso da DC” diz a CEO, que completa dizendo que sempre leva em conta os pedidos dos fãs, mas que no momento, há um planejamento já sendo executado que inviabiliza algumas das demandas do público.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link