lg-familia-k-smartphones-com-limao Imagem: Divulgação

LG confirma saída do mercado de smartphones

Segmento deve ser desligado até o fim de julho, com a empresa preferindo focar recursos em outras áreas de desenvolvimento

por Pedro Strazza

A LG confirmou no último domingo (4) que vai deixar o mercado de smartphones, depois de três meses de muitos rumores em torno da decisão. Em comunicado oficial, a companhia escreve que a manobra “vai permitir que a empresa foque recursos no crescimento de outras áreas”, incluindo componentes de veículos elétricos, aparelhos conectáveis, casas inteligentes, robótica, inteligência artificial e soluções internas de negócios.

A fabricante comenta ainda no anúncio que vai manter o apoio a todos os produtos já lançados, embora o período de tempo previsto para cada região varie e a previsão final de saída esteja marcada para o fim de julho. Por enquanto não há nenhuma informação sobre o futuro dos funcionários envolvidos na área, com a LG dizendo que os detalhes deste processo “serão determinados em um nível local”.

Enquanto a saída da LG do mercado de smartphones representa um fim prematuro para o celular enrolável da marca, que foi divulgado na CES no começo do ano, a notícia segue uma previsão dada pelo CEO Kwon Bong-seok aos funcionários em janeiro, quando apontou que a companhia precisava conduzir “um julgamento frio e a melhor escolha” sobre seu futuro no segmento. Além disso, desde o começo de março diversos veículos especializados reportavam negociações da fabricante para vender a seção, com o desenvolvimento dos modelos previstos para o primeiro semestre deste ano sendo paralisado e arquivado.

Como bem nota o The Verge, a LG é apenas mais uma empresa a desistir nos últimos anos do competitivo mercado de smartphones após sofrer com seguidas vendas de modelos abaixo do esperado – mas nada impede um retorno por outras vias no futuro. A HTC se mantém até hoje apesar de vender a maior parte de seus produtos para o Google, por exemplo, enquanto o Blackberry retorna este ano pelas mãos da OnwardMobility.

Compartilhe: