fbpx
nsv7x6bBPF2nedmlHFk1mxhPTWm
Imagem: Divulgação

Netflix vai ser o lar oficial dos filmes da Sony no streaming nos Estados Unidos

Parceria passa a valer em 2022 e sinaliza que Sony não deve mesmo ter serviço de streaming próprio no futuro próximo

por Matheus Fiore

A Sony e a Netflix firmaram um acordo nesta quinta (8) para que a última seja a plataforma oficial para exibir os filmes do estúdio no streaming nos Estados Unidos. Franquias como do Homem-Aranha terão na Netflix sua nova casa depois de passarem pelos cinemas e a primeira janela do home video – ou seja, mídia física e aluguel e compra digital.

A decisão deixa claro que a Sony não tem planos a curto prazo para lançar seu próprio serviço de streaming, como fez a Disney com o Disney+, a WarnerMedia com o HBO Max e, mais recentemente, a Paramount com o Paramount+.

Isso inclui, por exemplo, os próximos filmes do universo do Homem-Aranha, como a continuação de “Venom” e “Morbius”. Segundo o The Hollywood Reporter, a parceria começará a valer em 2022 e a Netflix terá direitos exclusivos para os lançamentos da Sony assim que eles saírem das plataformas de aluguel que os oferecem logo após o fim da janela do cinema. Os filmes, portanto, não irão dos cinemas direto para a Netflix.

O contrato inclui também a possibilidade de ambas as empresas trabalharem juntas para fazer filmes exclusivos para o streaming, com produção do estúdio. A Sony afirma que esses filmes representarão um aumento significativo em sua lista de lançamentos anuais – em 2019, por exemplo, a gigante do cinema teve 25 lançamentos. Além disso, o acordo dá à Netflix a possibilidade de licenciar alguns filmes da biblioteca da Sony, podendo levar mais alguns clássicos para a plataforma.

Sagas com lançamentos recentes como “Jumanji” e “Bad Boys” não são lá um grande chamariz para uma empresa do tamanho da Netflix, mas a possibilidade de trabalhar com “Homem-Aranha” é algo importante para a empresa manter-se competitiva diante do pesado investimento que a Disney vem fazendo.

Não foram divulgados detalhes sobre a duração do contrato e nem se as empresas têm o objetivo de expandir a parceria para o mercado mundial. Enquanto a Sony Pictures concentra a maior parte de seu portfólio em uma única plataforma, para a Netflix a jogada é crucial para manter o catálogo abastecido de produções além dos originais – ainda mais em um momento de crescimento da competição.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link