Apple lança fundo de investimento em ações para frear mudanças climáticas

Apple lança fundo de investimento em ações para frear mudanças climáticas

Programa terá US$ 200 milhões para investir em projetos florestais para ajudar a remover o carbono da atmosfera

por Soraia Alves

A Apple anunciou a criação de um fundo de US$ 200 milhões para investir em projetos florestais para ajudar a remover o carbono da atmosfera e, ao mesmo tempo, gerar retornos financeiros para seus investidores.

Chamado Restore Fund, o fundo investirá em propriedades florestais para aumentar a remoção de carbono e produzir madeira sustentável. Segundo a Apple, a meta é remover 1 milhão de toneladas de dióxido de carbono anualmente da atmosfera.

“Por meio da criação de um fundo que gere retorno financeiro e impactos reais e mensuráveis ​​do carbono, pretendemos promover uma mudança mais ampla no futuro – incentivando o investimento na remoção de carbono em todo o mundo”, diz em comunicado Lisa Jackson, vice-presidente de meio ambiente da Apple, política e iniciativas sociais.

No ano passado, a Apple apresentou planos de se tornar uma empresa neutra em carbono até 2030. Para isso, a empresa pretende eliminar diretamente 75% das emissões de sua cadeia de suprimentos e produtos até 2030. Nesse sentido, o Restore Fund ajudará a resolver os outros 25% de suas emissões.

O fundo conta ainda com alguns parceiros que incluem a ONG Conservation International e o grupo Goldman Sachs, que administrará o projeto. A Apple afirma que trabalhará com organizações como Forest Stewardship Council e Verra para ajudar a determinar os projetos nos quais investirá.

A empresa não disse quais seriam os retornos desejados do fundo, mas garante que vai “desbloquear o potencial dessas soluções naturais, ampliando-as de uma forma que as torne atraente para as empresas”.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link