Facebook está investindo em inteligência artificial para pesquisa médica

Facebook está investindo em inteligência artificial para pesquisa médica

Empresa quer aprimorar seu software e, para isso, trabalha em parceria com laboratório alemão para estudar impacto de doenças e medicamentos a nível celular

por Matheus Fiore

Toda a indústria tecnológica possui algum projeto para desenvolver seus softwares com Inteligência Artificial, e o Facebook não quer ficar para trás. Segundo o Fast Company, a empresa de Mark Zuckerberg está direcionando o foco de seu investimento em IA para a área da pesquisa médica.

A empresa já possui uma divisão dedicada à pesquisas em IA, o Laboratório de Pesquisas em IA do Facebook (FAIR), que trabalha para ensinar máquinas a pensar como humanos – ou seja, realizar atividades que requerem habilidade básica ou processamento de informação para criar algo novo. Agora, o investimento dessa divisão será sendo feito no campo da medicina.

O projeto será feito em parceria com o laboratório alemão Helmholtz Zentrum München. Juntos, os dois grupos desenvolveram um modelo de IA que pode simular combinações de tratamentos – como o uso de medicamentos e tratamentos com genes –, para identificar como as células podem ser impactadas. A esperança é ajudar pesquisadores a entender melhor como tratar doenças e como identificar suas primeiras manifestações em um nível celular.

Para o Facebook, é uma oportunidade de aprimorar sua IA entrando em uma área de pesquisa nova. “Estamos interessados em pesquisa avançada, e para fazer isso, estamos sempre procurando por desafios com grandes problemas”, afirmou David Lopez-Paz, cientista do FAIR. “Quando aprendemos a cozinhar, primeiro aprendemos algumas receitas mais simples, e então podemos combiná-las para fazer coisas mais sofisticadas”, comentou Lopez-Paz, ao explicar a importância de diversificar as pesquisas do laboratório.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link