cover-facebook4 (1)

Após banir Trump, Facebook não dará mais tratamento especial para políticos

Conselho de supervisão da empresa recomendou mudanças, que devem ser oficializadas até o dia 5 de junho

por Matheus Fiore

O Facebook está revisando sua política de remoção de publicações, e anunciou que não vai mais dar tratamento especial para políticos que violem as diretrizes de uso da rede social de Mark Zuckerberg. Segundo o The Verge, a ideia é acabar com o sistema que protegia políticos, fazendo com que eles não fossem submetidos às normas como outras contas são.

A notícia deve ser confirmada pelo próprio Facebook em breve, após o Conselho de Supervisão – um grupo independente fundado pelo próprio Facebook Group para revisar suas decisões de conteúdo – chegar à conclusão que, mesmo suspendendo a conta de Donald Trump, a plataforma ainda tratava os políticos de forma especial.

Agora, as mesmas regras devem ser aplicadas igualmente a todos os usuários. O conselho deu à empresa até o dia 5 de junho para responder às suas recomendações. O Facebook Group também deve ser mais transparente quanto ao banimento de contas e remoção de postagens, o que incluirá informar de forma mais clara quando um usuário violar as regras da plataforma antes de bani-las.

Em setembro de 2019, o Facebook informou que mudaria sua forma de lidar com postagens espinhosas e não mais deletaria nenhuma postagem feita por políticos, mesmo se elas infringissem as diretrizes de uso da plataforma. Na prática, discurso de ódio e fake news estavam liberados em quaisquer contas oficiais de políticos. É claro que o resultado não foi positivo, basta lembrar da insurgência de grupos de extrema-direita no capitólio, diretamente influenciados por Donald Trump via redes sociais.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link