applewatchb9
Imagem: Reprodução/Apple

Apple Watch terá sensor de glicose e medidor de temperatura corporal

Recursos ligados à saúde têm se tornado importante para nicho de usuários que praticam esportes

por Matheus Fiore

A Apple tem investido bastante em funcionalidades relacionadas à saúde e, dessa vez, a novidade é relativa ao smartwatch da empresa, o Apple Watch. Segundo a Bloomberg, em uma próxima geração do relógio inteligente, o usuário terá acesso a um sensor de glicose e a um medidor de temperatura corporal.

Há anos a Apple vem trabalhando para medir o nível de açúcar no sangue. Em 2017, um relatório já adiantava que a ideia da empresa de Tim Cook era ter o sistema integrado ao seu relógio. Ainda não foi detalhado como funcionará o medidor de glicose do Apple Watch, mas o provável é que ele analise o sangue do usuário a partir da pele.

A novidade ainda não tem previsão para ser implementada no Apple Watch, o que significa que ainda não deve ser a próxima geração do relógio que virá com o recurso. Por outro lado, o modelo de 2021 ou o de 2022 deve vir com um medidor de temperatura corporal, algo interessante principalmente para o nicho dos consumidores que praticam esportes radicais.

Segundo a Bloomberg, o Apple Watch Series 7 deve ter ainda um processador mais potente, além de uma conectividade sem fio aprimorada e uma tela mais moderna que a de seus antecessores. Sendo líder no mercado dos wearables, a Apple parece sempre estar em busca de trazer novidades antes de seus concorrentes, e as duas novas tecnologias parecem um passo lógico da empresa.

Compartilhe:
icone de linkCopiar link